Sentimentos Maternos frente ao Desenvolvimento da Criança aos 12 Meses: Convivendo com as Novas Aquisições Infantis

Autores

  • Rita de Cássia Sobreira Lopes Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Débora S. de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Aline Groff Vivian Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Lúcia Martins Costa Bohmgahren Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Cesar Augusto Piccinini Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Jonathan Tudge University of North Carolina

Resumo

Aos 12 meses a criança apresenta novas aquisições de linguagem e locomoção que a permitem realizar movimentos de afastamento e reaproximação do cuidador. Assim, a mãe ocupa papel fundamental, pois deve proporcionar oportunidades para descobertas e favorecer explorações. Este estudo investigou o desenvolvimento da criança aos 12 mesese os sentimentos maternos em relação a esse momento. Participaram 28 mulheres, de nível socioeconômico variado, comidades entre 20 e 37 anos, cujos filhos tinham 12 meses. Foi realizada uma entrevista semi-estruturada sobre a experiênciada maternidade e o desenvolvimento da criança. A análise de conteúdo revelou a riqueza das novas aquisições e seu impacto nos sentimentos maternos. As mães relataram sentimentos ambivalentes de gratificação e realização, mas também de maiordemanda e dedicação. Dada a importância desse período, torna-se fundamental que a mãe seja capaz de adaptar-se às novas aquisições infantis e que esteja disponível para partilhar de suas experiências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2012-12-11

Como Citar

Lopes, R. de C. S., de Oliveira, D. S., Vivian, A. G., Bohmgahren, L. M. C., Piccinini, C. A., & Tudge, J. (2012). Sentimentos Maternos frente ao Desenvolvimento da Criança aos 12 Meses: Convivendo com as Novas Aquisições Infantis. Revista Letra Capital, 23(1). Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/lcapital/article/view/18187

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 3 > >>