Transdisciplinaridade e decolonialidade

Autores

  • Nelson Maldonado-Torres Rutgers Unniversity

Palavras-chave:

Ecolonialidade, Estudos étnicos, Racismo epistêmico, Frantz Fanon, Atitude decolonial

Resumo

Enquanto espaços acadêmicos interdisciplinares têm lenta e gradualmente se espalhado na academia ocidental, seu estado está longe de ser claro. Eles são muitas vezes situados em estruturas preexistentes que limitam o seu âmbito de aplicação. Isto é particularmente verdadeiro no que se refere a espaços que não só se engajam no trabalho interdisciplinar, mas ainda àqueles que procuram romper com as formas de racismo epistêmico que fazem parte das humanidades e das ciências. Essas áreas são tipicamente conhecidas como “estudos étnicos”, incluindo os estudos de povos indígenas, bem como das comunidades racializadas em todos os lugares e em suas diásporas. Neste ensaio, busco identificar a epistemologia adequada para “estudos étnicos”, que identifico como forma de transdisciplinaridade decolonial. Isso ajuda a explicar o difícil ajuste entre as áreas de “estudos étnicos” e as artes liberais e ciências ocidentais, bem como o seu potencial para a decolonização do conhecimento e da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nelson Maldonado-Torres, Rutgers Unniversity

Professor do Departamento de Estudos Latinos e do Caribe Hispânico da Rutgers Unniversity, New Jersey.

Publicado

2016-12-05

Como Citar

Maldonado-Torres, N. (2016). Transdisciplinaridade e decolonialidade. Revista Horizontes De Linguistica Aplicada, 31(1), 75-97. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/horizontesla/article/view/6080

Edição

Seção

Dossiê

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##