Literatura afro-brasileira:

um conceito em construção

Autores

  • Eduardo Duarte

Resumo

A partir de uma articulação crítica de textos publicados nos séculos XIX e XX por autores descendentes de africanos, pretende-se refletir sobre a existência, ao mesmo tempo dentro e fora da literatura brasileira, de um veio afro atuando como suplemento questionador do cânone. Essa linhagem se constitui a partir de uma autoria e de uma temática negro-brasileiras, mas, sobretudo, pela presença de um ponto de vista específico, identificado à afro-brasilidade e, também, através de formulações distintas em termos de linguagem, aliadas à proposta de constituição de um público receptor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BANDEIRA, Manuel. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguillar, 1990.

BARBOSA, Márcio. “Minha cor não é de luto”, em Ribeiro, E. e Barbosa, M. (orgs.) Cadernos Negros, v. 27. São Paulo: Quilombhoje, 2004.

BERND, Zilá. Introdução à literatura negra. São Paulo: Brasiliense, 1988.

Cadernos Negros, nº 1. São Paulo: Edição dos Autores, 1978.

CHALHOUB, Sidney. Machado de Assis: historiador. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

DAMASCENO, Benedita Gouveia. Poesia negra no modernismo brasileiro. Campinas: Pontes Editores, 1988.

FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Trad. de Maria Adriana da Silva Caldas. Salvador: Livraria Fator, 1983.

GAMA, Luís. Primeiras trovas burlescas de Getulino. 2ª ed. Rio de Janeiro: Typographia Pinheiro & Cia., 1861.

GUEDES, Lino. “Dictinha”, separata de O canto do cisne negro. São Paulo: Cruzeiro do Sul, 1938. Col. Hendi.

IANNI, Octavio. “Literatura e consciência”, em Revista do Instituto de Estudos Brasileiros. Edição Comemorativa do Centenário da Abolição da Escravatura, nº. 28. São Paulo: USP, 1988.

LOBO, Luiza. Crítica sem juízo. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1993.

MAGALHÃES JÚNIOR, Raimundo. Machado de Assis desconhecido. 3ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1957.

PEREIRA, Edimilson de Almeida. “Panorama da literatura afro-brasileira”, em Callaloo, v. 18, nº. 4. John Hopkins University Press, 1995.

REIS, Maria Firmina dos. Úrsula. 4ª ed. Atualização do texto e posfácio de Eduardo de Assis Duarte. Florianópolis: Ed. Mulheres; Belo Horizonte: PUC Minas, 2004.

SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as batatas. São Paulo: Duas Cidades, 1977.

SCHWARTZ, Jorge. “Negrismo e negritude”, em Vanguardas latino-americanas. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: Iluminuras: FAPESP, 1995.

SILVA, Ezequiel Theodoro da. Leitura e realidade brasileira. 5ª ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1997.

SILVEIRA, Oliveira. “Outra nega Fulô”, em Quilombhoje (org.) Cadernos Negros: os melhores poemas. São Paulo: Quilombhoje, 1998.23

Downloads

Publicado

2011-01-05

Como Citar

Duarte, E. (2011). Literatura afro-brasileira:: um conceito em construção. Estudos De Literatura Brasileira Contemporânea, (31), 11–23. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/estudos/article/view/9430

Edição

Seção

Seção Temática