A TRADUÇÃO NA FORMAÇÃO DO SISTEMA LITERÁRIO INFANTIL BRASILEIRO

Autores

  • Lia Araujo Miranda de Lima UnB

DOI:

https://doi.org/10.26512/aguaviva.v3i2.23532

Palavras-chave:

Sistema literário; História; Tradução; Literatura infantil.

Resumo

Este artigo apresenta um panorama histórico da tradução de literatura infantil (LI) no Brasil entre fins do século XIX e a década de 1940, a fim de investigar sua participação na formação do sistema literário infantil brasileiro. A noção de sistema literário é compreendida segundo Antonio Candido (2000), acrescentando-se a ela as reflexões do israelense Itamar Even-Zohar (1990) em sua teoria dos polissistemas. Postulamos que a visão sistêmica de Candido autoriza e legitima a consideração da literatura traduzida no estudo histórico de uma literatura – no caso, a literatura infantil brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lia Araujo Miranda de Lima, UnB

Doutoranda em Literatura pela Universidade de Brasília (POSLIT/UnB). Mestre em Estudos da Tradução pela Universidade de Brasília (2015). Graduada em Letras-Tradução pela Universidade de Brasília (2008), com habilitação em Francês, e em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004), com habilitação em jornalismo. Desenvolve pesquisas nas seguintes áreas: tradução literária, tradução de literatura infantil no Brasil, história da tradução, com ênfase em literatura infantil, literatura comparada, literatura brasileira. É bolsista da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e membro da International Research Society for Children's Literature (IRSCL). 

Referências

ARROYO, Leonardo. Literatura infantil brasileira. São Paulo: Melhoramentos, 1990.
BASSNETT, Susan. Estudos de tradução. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2003.
BORDINI, Maria da Glória. A literatura infantil nos anos 80. In: SERRA, Elizabeth D’Ângelo (Org.). 30 anos de literatura para crianças e jovens: algumas leituras. Campinas: Mercado de Letras. Associação de Leitura do Brasil, 1998. p. 33-46.
CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. Vol. 1. 6ª ed. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia, 2000.
____. Iniciação à literatura brasileira (resumo para principiantes). São Paulo: Humanitas Publicações – FFLCH/USP, 1999.
____. O romantismo no Brasil. São Paulo: Humanitas Publicações – FFLCH/USP, 2002.
____. Os primeiros baudelairianos. In: A educação pela noite & outros ensaios. São Paulo: Ática, 1989. p. 23-38.
COELHO, Nelly Novaes. Panorama histórico da literatura infantil/juvenil: das origens indo-europeias ao Brasil contemporâneo. 5ª ed. revista e atualizada. Barueri: Manolo, 2010.
EVEN-ZOHAR, Itamar. Polysystem Studies. In: Poetics Today, vol. 11, n. 1. The Porter Institute for Poetics and Semiotics: Tel Aviv, 1990. Disponível em: <http://www.tau.ac.il/~itamarez/works/books/Even-Zohar_1990--Polysystem%20studies.pdf>. Acesso em: 27 jun. 2017.
LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. Literatura infantil brasileira: história e histórias. 6ª ed. São Paulo: Ática, 2007.
LEFEVERE, Andre. Translation, rewriting and the manipulation of literary fame. Londres: Routledge, 1992.
LOBATO, Monteiro. A barca de Gleyre: quarenta anos de correspondência literária entre Monteiro Lobato e Godofredo Rangel. 12.ed. São Paulo: Brasiliense, 1968.
MEIRELES, Cecília. Problemas da literatura infantil. 2. ed. São Paulo: Summus, 1979.
SHAVIT, Zohar. Poetics of Children's Literature. The University of Georgia Press, Athens and London, 1986.
SOUSA, Germana Henriques Pereira. Tradução e sistema literário: contribuições de Antonio Candido para os Estudos da Tradução. In: Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 35, n. especial 1, p. 56-74, jan/jun. 2015. p. 57-74.
TOURY, Gideon. Descritive translation studies and beyond. Amsterdam: John Benjamins, 1995.
VENUTI, Lawrence. The Translator’s Invisibility: A History of Translation. Edição para a Taylor & Francis e-Library. EUA e Canadá: Routledge, 2004.

Publicado

2018-12-31

Como Citar

Lima, L. A. M. de. (2018). A TRADUÇÃO NA FORMAÇÃO DO SISTEMA LITERÁRIO INFANTIL BRASILEIRO. Revista Eletrônica: Tempo - Técnica - Território / Eletronic Magazine: Time - Technique - Territory, 3(2). https://doi.org/10.26512/aguaviva.v3i2.23532

Edição

Seção

Dossiês