caleidoscópio: literatura e tradução https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio <p align="justify"><span class="TextRun SCX196510253" lang="ES-ES" xml:lang="ES-ES"><span class="NormalTextRun SCX196510253">A revista&nbsp;<strong>caleidoscópio: literatura e tradução</strong> publica traduções, artes (poemas, contos, imagens, fotografias, autotraduções), entrevistas, artigos analíticos (traduzidos ou não), resenhas de livros e resenhas de traduções que se relacionem às seguintes áreas de conhecimento: Estudos da Tradução, Literatura, Filosofia, Artes, Antropologia, Sociologia, Linguística e áreas afins cujo foco seja a tradução.&nbsp;</span></span></p> Grupo de pesquisa Walter Benjamin: linguagem, tradução e experiência - Programa de Pós-graduação em Literatura, Universidade de Brasília pt-BR caleidoscópio: literatura e tradução 2526-933X <h3>Declaração de Direito Autoral</h3> <div data-canvas-width="262.9571499314517">Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:<br> <ol type="a"> <ol type="a"> <li class="show">Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a&nbsp;<a href="http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/" target="_new">Licença Creative Commons Attribution</a>&nbsp;que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</li> <li class="show">Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</li> <li class="show">Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja&nbsp;<a href="http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html" target="_new">O Efeito do Acesso Livre</a>).</li> </ol> </ol> </div> Ações de promoção das literaturas contemporâneas em língua francesa na Universidade Federal do Paraná https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40786 <p>Este artigo tem por objetivo fazer um relato da experiência do projeto <em>Choix Goncourt Brésil 2020</em> na Universidade Federal do Paraná (UFPR), apresentando, ao mesmo tempo, um panorama de ações extensionistas que vêm sendo desenvolvidas no intuito de propiciar encontros de leitura e discussão de obras contemporâneas em língua francesa a um público amplo, formado tanto por estudantes dos cursos de Letras quanto pelo público externo à universidade. Essas ações partem da constatação de que as/os estudantes dos cursos de Francês na universidade muito raramente têm acesso a obras contemporâneas em língua francesa durante sua formação, seja da literatura francesa metropolitana, seja da literatura produzida em língua francesa no espaço francófono e pelo mundo. Nesse sentido, desde 2016, a UFPR desenvolve projetos de extensão que têm, dentre outros objetivos, a difusão da literatura mais recente produzida em francês. O artigo está organizado em três partes: primeiramente, fazemos um breve histórico das ações realizadas na UFPR desde 2016 com o intuito de favorecer encontros de discussão sobre literaturas francesas contemporâneas. Na sequência, apresentamos as ações realizadas no âmbito do <em>Choix Goncourt Brésil 2020 </em>e o impacto da realização desse projeto durante um ano de pandemia. Finalmente, concluímos com reflexões sobre as ações realizadas, apontando algumas perspectivas e desdobramentos advindos do projeto.</p> Claudia Daher Viviane Araújo Alves da Costa Pereira Thomas de Fornel Copyright (c) 2022 Claudia Daher, Viviane, Thomas http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40786 O Choix Goncourt e o crítico em formação https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40993 <p>Dada a própria natureza do objeto de eleição dos Estudos Literários, o desenvolvimento de metodologias que auxiliem a análise das obras literárias e que guiem a educação e formação do crítico literário impõe consideráveis desafios não só ao aluno, como também aos educadores e às instituições que se propõem a ofertar a disciplina. O presente trabalho procura discutir de que maneira o Choix Goncourt du Brésil se qualifica como ambiente privilegiado para a formação do crítico, uma vez que coordena aquisição de bagagem teórica e aplicação prática, além de orientar as análises através da constituição e proposição de uma ferramenta metodológica: as fichas de notação coletivas.</p> Maria Clara Ferreira Guimarães Menezes Kênia Barbosa Santos Copyright (c) 2022 Maria Clara Ferreira Guimarães Menezes, Kênia Barbosa Santos http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40993 Projeto Choix Goncourt Brésil https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/41140 <p>Em seu primeiro ano de participação no Projeto Choix Goncourt Brésil na Universidade Federal do Ceará contamos com a atuação de três professores (dois da extensão e uma da graduação) e quase duas dezenas de alunos tanto da graduação, quanto da extensão. Com a pandemia de Covid-19, algumas adaptações e ajustes foram necessários e o grupo deu prosseguimento às atividades de forma remota. Este trabalho tem como objetivo, portanto, apresentar o relato desta iniciativa inédita para a Universidade Federal do Ceará, expondo as impressões acerca do processo de leitura e análise individual e coletiva das obras, a partir do relato dos professores coordenadores e dos alunos participantes. Buscaremos elencar tanto os resultados positivos desta experiência, quanto as dificuldades encontradas dentro do contexto de isolamento social que a pandemia nos impôs.</p> Gleyda Cordeiro Janaina Muniz Cavalcanti João Victor Isaias Miranda Juliana Ferreira Cipriano Copyright (c) 2022 Gleyda Cordeiro, Janaina Muniz Cavalcanti, João Victor Isaias Miranda, Juliana Ferreira Cipriano http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.41140 Traduzindo Irmão de alma, de David Diop https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40764 <p>O presente texto versa sobre a tradução brasileira do romance <em>Irmão de Alma</em> (<em>Frère d’âme</em>), da autoria de David Diop e traduzido pela autora deste artigo. Iniciamos o artigo contextualizando a chegada do romance ao Brasil – sua premiação no <em>Goncourt Brésil</em>, sua rápida circulação em veículos de crítica literária. Em um segundo momento, passamos a um exercício de leitura e interpretação do romance, com vistas a introduzir reflexões de ordem tradutológia. Por fim, abordamos problemáticas relativas à tradução, mostrando como o romance coloca desafios específicos e como buscamos respondê-los sempre com base numa lógica de respeito ao tempo, ao ritmo e à proposta geral do original.</p> Raquel Camargo Copyright (c) 2022 Raquel Camargo http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 26 40 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40764 A posição do narrador no romance contemporâneo https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/41475 <p><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Este artigo tem por objetivo desenvolver uma reflexão relacionada à posição do narrador nos quatro romances contemporâneos finalistas do </span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Choix</span><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> Goncourt </span><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Brésil</span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> 2020: </span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Extérieur</span><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> monde, La </span><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">part</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">du</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">fils</span><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">, </span><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Soif</span> </span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">e</span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Tous</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">les</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">hommes</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">h'habitent</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">pas</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">le</span><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> monde de </span><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">la</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">même</span> <span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">façon</span><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">.</span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> Trata-se mais especificamente de refletir sobre a relação dialética entre interioridade e exterioridade nesses romances, com foco maior no romance </span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Extérieur</span><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> monde</span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">, de Olivier Rolin. O ponto de partida é um diálogo com o texto de Theodor Adorno intitulado justamente </span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">A posição do narrador no romance contemporâneo </span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">(1954), no qual o autor reflete sobre os desafios e a evolução na arte narrativa no século XX em relação ao século XIX. Partindo da leitura dessas 4 obras do século XXI, notadamente de </span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="SpellingError SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text">Extérieur</span><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> monde,</span></span><span class="TextRun SCXW174605229 BCX4" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW174605229 BCX4" data-ccp-parastyle="Body Text"> o objetivo deste artigo é refletir sobre a evolução ocorrida na posição do narrador quanto à dialética entre mundo interior e exterior no romance contemporâneo, dois séculos após a explosão do romance moderno na França.</span></span><span class="EOP SCXW174605229 BCX4" data-ccp-props="{&quot;201341983&quot;:2,&quot;335551550&quot;:6,&quot;335551620&quot;:6,&quot;335559739&quot;:120,&quot;335559740&quot;:100}">&nbsp;</span></p> Robson de Oliveira Copyright (c) 2022 Robson de Oliveira http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.41475 A tripla função fotográfica em La part du fils https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40938 <p>O presente artigo pretende analisar as funções exercidas pela fotografia, tanto no campo historiográfico quanto no literário, no romance <em>La part du fils</em>, de Jean-Luc Coatalem, a partir de três eixos principais: as então denominadas <em>função arqueológica</em>, <em>função de transmissão</em> e a <em>função de déclencheur literário</em>. Para tanto, levará em conta discussões teóricas presentes em Sontag (2004) e Montier (2015), como também em Barthes (2015) e Didi-Huberman (2017). Nesse sentido, almeja perceber como a fotografia, na obra em questão, é concebida enquanto produto cultural e ultrapassa o caráter meramente objetivista e indicial do <em>verdadeiro fotográfico</em> para culminar enquanto elo central no processo de criação ficcional da escrita literária de tal modo que seja possível enquadrar o romance no espectro da <em>fotoliteratura</em>.</p> Larissa Fontenelle Gontijo Copyright (c) 2022 Larissa Fontenelle Gontijo http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40938 A torna-viagem de Paol como herança-dívida em La part du fils https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40760 <p>A partir de uma abordagem descritiva e analítica do romance de filiação <em>La Part du Fils,</em> de Jean-Luc Coatalem (2019), investigaremos como ocorre a recuperação e a reconstrução da memória do personagem Paol, preso pela Gestapo em 1943 e desde então desaparecido. Por um lado, demonstraremos como esse personagem se revela como uma figura espectral, lançando mão dos conceitos afetos à espectrologia e com base nos trabalhos de Derrida (1993) e de Perrone-Moisés (2016). Por outro, diante do paralelo tecido pela obra entre Paol e os reis D. Sebastião e Marc’h, evidenciaremos como a sua caracterização flerta também com a de uma figura mítica, de quem se espera o retorno redentor e capaz de restabelecer uma linhagem. Para tanto, resgataremos representações de ambos os reis lendários e as aproximaremos à de Paol, em sua constituição que mistura histórico e ficcional, navega entre o mundo dos vivos e dos mortos e denota uma maldição ligada a uma <em>hybris</em>.</p> Francelise Márcia Rompkovski Copyright (c) 2022 Francelise Márcia Rompkovski http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40760 Uma análise sobre o possível lugar da literatura francesa contemporânea na realidade sociocultural brasileira https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40769 <p><span style="font-weight: 400;">O presente artigo foi elaborado a partir da participação do </span><em><span style="font-weight: 400;">Club de Lecture</span></em><span style="font-weight: 400;"> da UFF, I e II edições, organizado para discutir a realização do </span><em><span style="font-weight: 400;">Choix Goncourt Brésil.</span></em><span style="font-weight: 400;"> Trata-se de um desdobramento das reflexões do </span><em><span style="font-weight: 400;">Club</span></em><span style="font-weight: 400;"> em torno de duas obras literárias do referido prêmio, </span><em><span style="font-weight: 400;">Frère d’âme</span></em><span style="font-weight: 400;"> (2019) e </span><em><span style="font-weight: 400;">Soif </span></em><span style="font-weight: 400;">(2020)</span><em><span style="font-weight: 400;">. </span></em><span style="font-weight: 400;">A proposta centra-se em analisar potenciais colaborações para a difusão da literatura francesa contemporânea na Educação Básica (EB), por meio do ensino de Francês Língua Estrangeira (FLE). Tal escolha justifica-se porque ambas se mostraram pertinentes para uma abordagem que contempla a Competência Intercultural (CI), sustentada por Pinheiro-Mariz (2014), favorecendo as trocas culturais no trabalho possível com o texto literário em sala de aula no Brasil, em particular no que tange à violência e à religião, conforme preconiza o </span><em><span style="font-weight: 400;">Français sur Objectif Universitaire</span></em><span style="font-weight: 400;"> - </span><em><span style="font-weight: 400;">FOU littéraire </span></em><span style="font-weight: 400;">(MANGIANTE &amp; RAVIEZ, 2015).</span></p> Kevin Turbano Nathália Primo Thaís Bartolomeu Copyright (c) 2022 Kevin Turbano, Nathália Primo, Thaís Bartolomeu http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40769 Les dimensions culturelles et affectives dans la lecture littéraire https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/41721 <p>A literatura é um documento autêntico que nos permite viver emoções positivas e/ou negativas em relação ao texto, as quais devem ser exploradas no ensino-aprendizagem do francês língua estrangeira. Em relação à literatura como porta de entrada da cultura do outro, esse artigo tem por objetivo reafirmar a importância das dimensões culturais e afetivas das leituras literárias para os leitores. Nossa análise é realizada a partir das impressões dos estudantes-leitores, constituídas durante a leitura das obras do Choix Goncourt Brésil 2020. Acreditamos que é através da leitura subjetiva exercida pelo estudante que o ensino da interculturalidade se faz mais real, crítico e enriquecedor.</p> <p> </p> Milena Berset Daniela Kunze Copyright (c) 2022 Milena Berset, Daniela Kunze http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.41721 Editorial https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/42492 Ana Helena Rossi Joice Armani Galli Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 Sede https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40768 <p><span style="font-weight: 400;">Tradução das páginas 40 a 49 do romance </span><em><span style="font-weight: 400;">Soif</span></em><span style="font-weight: 400;">, de Amélie Nothomb, publicado em 2019.</span></p> Edison Fabris Junior Raphael Miecznikowski Maciel Nathalie Anne-Marie Dessartre Copyright (c) 2022 Edison Fabris Junior, Raphael Miecznikowski Maciel, Nathalie Anne-Marie Dessartre http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40768 A parte do filho https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/41089 <p>Tradução literária dos capítulos 1, 2, 3 e 21 do livro <em>La part du fils</em>, de Jean-Luc Coatalem, publicado pelas <em>Editions Stock</em> em 2019.</p> Guilherme Cunha Ribeiro Copyright (c) 2022 Guilherme Cunha Ribeiro http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.41089 Resenha da obra de Jean-Paul Dubois Tous les hommes n’habitent pas le monde de la même façon https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/40725 <p>Resenha da obra de DUBOIS, Jean-Paul. Tous les hommes n'habitentpas le monde de lamême façon. Éditions de l'Olivier, 2019. 245 p</p> Gabriella Tomasi Copyright (c) 2022 Gabriella Tomasi http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.40725 Literatura contemporânea francesa/francófona https://periodicos.unb.br/index.php/caleidoscopio/article/view/42501 <p>O trabalho sobre o texto literário, leitura e produção, bem como sua respectiva tradução seriam razões suficientes para justificar a organização de uma obra em torno da realização do Choix Goncourt Brésil (doravante CGB). Entretanto, mais que uma justificativa, fomos movidas pelo desejo de conhecer a construção histórica do prêmio literário, a fim de contextualizar as reflexões advindas das leituras realizadas em torno dessa premiação desde 2019. Fomos igualmente movidas pelo desejo de dar voz aos alunos envolvidos, e que aceitaram o desafio de participar do presente projeto: o Dossier Spécial Goncourt, cuja hospedagem está sendo garantida pela Revista caleidoscópio.</p> Ana Helena Rossi Joice Armani Galli Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-03-23 2022-03-23 5 2 10.26512/caleidoscpio.v5i2.42501