Os significados da amizade

Autores

  • Angela Torresan

Palavras-chave:

Antropologia

Resumo

O livro de Claudia Barcellos Rezende é urna excelente contribuição para a antropologia da classe média urbana brasileira e inglesa. Ao ponderar sobre os significados da amizade nesses dois contextos, a autora recupera o tema como locus privilegiado para a observação de questões fundamentais ao estudo da vida social, como a noção de pessoa, gênero, raça, emoções, hierarquias sociais e individualismo. Depois de conferir-lhe o devido crédito serve-se da amizade precisamente para questionar o fundamento de tais questões. Acrescente-se a essa inovação a intrepidez de fazê-lo comparativamente num momento em que a antropologia tem hesitado em estabelecer confrontos entre diferentes contextos. A proposta de Rezende é clara: usar cada situação como referência critica para ajudar a desnaturalizar processos culturais da outra, num movimento de justaposição circular que toma emprestado de Marcus e Fischer (: 35). Rezende nos oferece um estudo das representações sobre amizade elaboradas por grupos de pessoas distintas em Londres e no Rio de Janeiro, que é inovador e audaz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BH A BH A, H. K. 1994. The location of culture. London: Routledge.
MARCUS, G.; FISCHER, M. 1986. Anthropology as cultural critique: an experimental moment in the human scien c e s. Chicago: Chicago University Press.
GUPTA, A.; FERGU SON , J. 1992. B eyon d Culture: space, identity and the p o litic s o f difference. Cultural anthropology, 7(1): 6-23.
HARVEY, P. 1996. Hybrids of modernity: anthropology, the nation state, and the universal exibition. London: Routledge.
LATOUR, B. 1993. We have never been modern. Cambridge: Harvard University Press.
O ’DOUGHERTY, M. 2 0 0 2 . Consumption intensified: The politics o f middle-class daily life in Brazil. Durham: Duke University Press.
REZENDE, C. B. 1993. Friendship among some young English men and women residents in London, 1991-1992. Tese de Doutorado. London School o f Economics.
STRATHERN, M. 1991. Partial connections. Lanham: Rowman and Littlefield Publishers Inc.
YOUNG, R. 1995. Colonial Desire: Hybrklity in theory, culture and race. London: Routledge.

Downloads

Publicado

2018-02-15

Como Citar

Torresan, Angela. 2018. “Os Significados Da Amizade”. Anuário Antropológico 26 (1):323-34. https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6800.

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.