A relação entre literatura de cordel e mídia: uma reflexão acerca das implicações para o gênero

  • Viviane de Melo Resende Universidade de Brasília
Palavras-chave: popular literature; ethnographic interviews; media

Resumo

In this paper, I focus the Brazilian literatura de cordel, popular literature in verse, typical of Brazilian Northeast. The paper is based on interviews, carried through between 2002 and 2004, with diverse social actors involved in the production of the cordel. The interviews were carried through in Campina Grande (PB), Caruaru, Bezerros and Recife (PE), Juazeiro do Norte and Fortaleza (CE) and in Rio de Janeiro, where there is the Brazilian Academy of Literatura de Cordel (ABLC). The objective of the paper is thinking the relations of the cordel with the media and the implications of these relations for the cordel as social and discursive practice.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, M. Histórias de cordéis e folhetos. Campinas: Mercado de Letras, 1999.
ÂNGELO, A. A presença de cordelistas e cantadores repentistas em São Paulo.São Paulo: IBRASA, 1996.
BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2000 [1979].
BATISTA, A. www.juizlalau.fhc.acm.corrupção.ladrão.justiça. São Paulo, s/ed., 2001.
CHOULIARAKI, L. & N. FAIRCLOUGH. Discourse in late modernity: rethinking critical discourse analysis. Edinburgh: Edinburgh University Press,1999.
CURRAN, M. História do Brasil em cordel. São Paulo: Edusp, 1998.
DIEGUES JR., M. Literatura de cordel. Apresentação a Batista, S.N. Antologia da literatura de cordel. Natal: Gráfica Manimbu, 1977. pp. I-XXVI.
GALVÃO, A.M.O. Cordel: leitores e ouvintes. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.
GIDDENS, A. As conseqüências da modernidade. São Paulo: Editora Unesp, 1991.
GIDDENS, A. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002.
JAMESON, F. A cultura do dinheiro: ensaios sobre a globalização. Petrópolis: Vozes, 2001.
PIMENTEL, L. Sem essa de guerra. Recife: Coqueiro, 2002.
PINHEIRO, H. & A.C. LÚCIO. Cordel na sala de aula. São Paulo: Duas Cidades, 2001.
RESENDE, V.M. Literatura de cordel no contexto do novo capitalismo: o discurso sobre a infância nas ruas. Dissertação de Mestrado. Universidade de Brasília, 2005. Publicada em V. J. Leffa (org.). TELA 3: Textos em Lingüística Aplicada. Pelotas: Universidade Católica de Pelotas, publicação eletrônica de Linguagem & Ensino, 2005.
SALLES, A. George Bush quer guerra, é inimigo da paz. Recife: Coqueiro, 2003.
SILVA, G.F. Un ethnologue suisse agressé au Brésil.Rio de Janeiro: ABLC, 2000.
SILVA, G.F. Enfants des rues et le massacre de la candelaria. Rio de Janeiro: ABLC, 2003.
SILVA, G.F. Mahatma Gandhi. Rio de Janeiro: ABLC, s/d.
SILVA, G.F. Tobias Barreto de Menezes von Sergipe in die welt. Rio de Janeiro: ABLC, s/d.
SOUTO MAIOR, M. Painel folclórico do Nordeste. Recife: Editora da UFPE/ Fundação Joaquim Nabuco, 1981.
THOMPSON, J.B. A mídia e a modernidade. Petrópolis: Vozes, 1998.
VIANA, K. & ROUXINOL DO RINARÉ. A grande peleja virtual de Klévisson Viana e Rouxinol do Rinaré. Fortaleza: Tupynanquim, 2003.
ZÉ DA MADALENA. Carta de Satanás ao amigo George Bush. Recife: Coqueiro, 2003.
Publicado
2010-11-17
Seção
Artigos de pesquisa