Edição Atual

v. 1 n. 3 (2017): JUSTICIA, VIOLENCIA, LEGALIDADES Y PODER: MIRADAS LATINOAMERICANAS MULTIDISCIPLINARIAS
Publicado: 2017-12-29

Editorial

Entrevista

Ver Todas as Edições

ABYA-YALA (ISSN 2526-6675) é um periódico acadêmico organizado no âmbito das atividades do Laboratório de Estudos Interdisciplinares sobre acesso à Justiça e direitos nas Américas - LEIJUS, laboratório este que é desenvolvido a partir do Grupo de Estudos Comparados México, Caribe, América Central e Brasil – MeCACB, no Departamento de Estudos Latino-Americanos - ELA, Universidade de Brasília.

O periódico é dedicado ao tema do acesso à justiça e direitos nas Américas, especialmente América Latina, e busca congregar estudos multi e interdisciplinares, teóricos, empíricos e comparativos realizados nos mais diferentes países do continente. Sua proposta é estimular e dar vazão a estudos e  pesquisas empíricas e comparadas na área temática, preconizando abordagens qualitativas e perspectivas multiculturais, interseccionais e críticas. A revista propõe, igualmente, abrir espaço para, a partir da perspectiva regional americana, fomentar o diálogo com outras regiões do planeta, principalmente, com países do sul global. 

Para o desenvolvimento de suas atividades e conselho científico, a revista conta com participação de professora/es e investigadore/as do Centro de Investigación y Estudios Superiores en Antropología Social - CIESAS, México, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ e da Universidade Federal de Goiás - UFG, ambos no Brasil, e, também com a colaboração de membros da Rede Latina Americana de Antropologia Jurídica - RELAJU.

Patrocinando a primeira edição, participa a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec) da UnB.

CHAMADA DE ARTIGOS

ABYA-YALA - REVISTA SOBRE ACESSO À JUSTIÇA E DIREITOS NAS AMÉRICAS convida pesquisadore/as, professore/as e especialistas que trabalham o tema de acesso à justiça e direitos nas Américas a apresentarem artigos inéditos para suas edições.
 
O recebimento de artigos é realizado de forma contínua e os textos devem ser submetidos utilizando o sistema eletrônico de editoração eletrônica.