Science and technology in the international politics of sustainable development

an analysis of the discursive representation in the Rio+20 outcomes

Palavras-chave: Análise de discurso crítica, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Conferência Rio 20, Ciência e Tecnologia

Resumo

A análise crítica de discurso (ADC) aplicada ao texto "O futuro que queremos", produzido pela Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), procurou identificar os discursos utilizados para descrever o tema da ciência e tecnologia na geopolítica do desenvolvimento sustentável. O aparato teórico-metodológico da ADC revela a crença de que as inovações tecnológicas serão capazes de oferecer soluções para os problemas de desenvolvimento e orientar as decisões políticas em direção à sustentabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Lopes Araújo, Universidade de Brasília

Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina, Brasília - DF, Brazil

Raiza Gomes Fraga, Universidade de Brasília (CDS/UnB)

Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, Brasília - DF, Brazil

Viviane de Melo Resende, Universidade de Brasília

Universidade de Brasília, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Brasília - DF, Brazil

Referências

Buarque, Cristovam. 2012. Desafios à humanidade - perguntas para a Rio+20 (1a ed.). Curitiba: Editora IBPEX.

Buarque, Cristovam. 2014). O erro do sucesso: a civilização desorientada e a busca por um novo caminho . Rio de Janeiro: Garamond.

Bursztyn, Marcel. 1994. Armadilhas do Progresso: contradições entre a economia e a ecologia. Sociedade e Estado, 10 (1): 97-124.

Burzstyn, Maria Augusta, and Marcel Bursztyn. 2006. Desenvolvimento Sustentável: biografia de um conceito. In Economia, Meio Ambiente e Comunicação edited by Elimar Nascimento and João Nildo Vianna, 54-67, Rio de Janeiro: Garamond.

Corson, Catherine, Lisa M. Campbell, e Kenneth I. MacDonald. 2014. “Capturing the personal in politics: ethographies of global environmental governance.” Global Environmental Politics, 14 (3): 21-40.

Fairclough, Norman. 2001. Discurso e Mudança Social. Brasília: Editora UnB.

Fairclough, Norman. 2012. Análise Crítica do Discurso como método de pesquisa social científica. Linhas D'Água, 25 (2): 307-329.

Morin, Edgard. 2011. Rumo ao abismo: ensaio sobre o destino da humanidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Ostrom, Elinor. 2011. Governing the commons: the evolution of institutions for collective action, 29a ed.. New York: Cambridge University Press.

QRS International. (2013). NVivo 10.

Ramalho, Viviane, and Viviane de Melo Resende. 2011. Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas: Pontes Editores.

Resende, Viviane de Melo. 2008. Análise de Discurso Crítica e Etnografia: o Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua, sua crise e o protagonismo juvenil. Tese de doutorado, Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Brasília.

Resende, Viviane de Melo. 2012. Representação discursiva de pessoas em situação de rua no "Caderno Brasília": naturalização e expurgo do outro. Linguagem em (Dis)curso, 12 (2): 439-465.

United Nations. 2000. United Nations Millenium Declaration. United Nations Millennium Declaration, New York: United Nations General Assembly.

United Nations. 2002. Johannesburg Implementation Plan: plan of implementation of the World Summit on Sustainable Development. World Summit on Sustainable Development. Johannesburg: United Nations General Assembly.

Publicado
2018-09-03
Como Citar
Araújo, Carolina, Raiza Fraga, e Viviane Resende. 2018. Science and Technology in the International Politics of Sustainable Development. Meridiano 47 - Journal of Global Studies 19 (setembro). https://doi.org/10.20889/M47e19016.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##