Desafios e oportunidades no ensino-aprendizagem das Relações Internacionais

uma experiência prática em Comércio Internacional

  • Patrícia Nasser de Carvalho Universidade Federal de Minas Gerais
  • Fernanda Cristina Nanci Izidro Gonçalves Programa de Ciência Política, Instituto de Estudos Sociais e Políticos
  • Rafael Pinheiro Araújo Departamento de Relações Internacionais, Centro Universitário La Salle
Palavras-chave: Comércio Internacional, Ensino-Aprendizagem, Relações Internacionais

Resumo

Este artigo discute como associar o ensino do Comércio Internacional à preparação dos estudantes para o mercado de trabalho por meio de atividades em inteligência comercial. Assim, apresenta-se uma experiência bem-sucedida em nível de graduação que congrega o ensino de Comércio Internacional ao desenvolvimento de um projeto de pesquisa, cujo objetivo é apoiar a formulação de políticas públicas voltadas para a promoção do comércio do Estado do Rio de Janeiro. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Nasser de Carvalho, Universidade Federal de Minas Gerais

Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal de Minas Gerais

Fernanda Cristina Nanci Izidro Gonçalves, Programa de Ciência Política, Instituto de Estudos Sociais e Políticos

Programa de Ciência Política, Instituto de Estudos Sociais e Políticos

Rafael Pinheiro Araújo, Departamento de Relações Internacionais, Centro Universitário La Salle

Departamento de Relações Internacionais, Centro Universitário La Salle

Referências

ALICEWEB. Disponível em: http://aliceweb.mdic.gov.br/. Acesso em 14/02/2017.

ALMEIDA, Paulo Roberto. As relações internacionais como oportunidade profissional: Respostas a algumas das questões mais colocadas pelos jovens que se voltam para as carreiras de relações internacionais. Meridiano 47, v. 67, p. 5-10, 2006.

EXPORTAFÁCIL. Disponível em: <http://www2.correios.com.br/exportafacil/interna.html>. Acesso em 13/02/2017.

HERZ, Mônica. O Crescimento da Área de Relações Internacionais no Brasil. Contexto Internacional, v. 24, n.1, p.7-40, 2006.

LESSA, Antônio Carlos. Instituições, atores e dinâmicas do ensino e da pesquisa em Relações Internacionais no Brasil: o diálogo entre a história, a ciência política e os novos paradigmas de interpretação (dos anos 90 aos nossos dias). Revista Brasileira de Política Internacional, v. 48, n. 2, p. 169-184, 2005.

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, COMÉRCIO E SERVIÇOS. Disponível em: <http://www.mdic.gov.br/galeria-de-videos?videoid=bLk9opqu4gw>. Acesso em 13/02/2017.

MIYAMOTO, Shiguenoli. O Ensino das Relações Internacionais no Brasil: problemas e perspectivas. Revista de Sociologia e Política, v. 20, p. 103-114. 2003.

PROGRAMA REDEAGENTES. Disponível em: < http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/pnce/1626-

redeagentes>. Acesso em 13 de Fevereiro de 2017.

RADARCOMERCIAL. Disponível em: <http://radarcomercial.mdic.gov.br/o-que-e-o-radar>. Acesso em: 10 de Fevereiro de 2017.

RIBEIRO, Pedro Feliú; KATO, Mariana; RAINER, Gary. Mercado de Trabalho e Relações Internacionais no Brasil: um estudo exploratório. Boletim Meridiano 47, v. 14, n. 135, p. 10-18. 2013.

SUBSECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Disponível em: <http://www.rj.gov.br/web/internacional/exibeconteudo?article-id=2480949>. Acesso em 13 de Fevereiro de 2017.

VIGEVANI, Tullo; THOMÁZ, Laís Forti; LEITE Lucas Batista. As Relações Internacionais no Brasil: notas sobre o início de sua institucionalização. Inter-Relações, ano 14, n. 40, p. 5-11. 2014.

Como Citar
Carvalho, Patrícia, Fernanda Gonçalves, e Rafael Araújo. 1. Desafios E Oportunidades No Ensino-Aprendizagem Das Relações Internacionais. Meridiano 47 - Journal of Global Studies 18 (1). http://periodicos.unb.br/ojs311/index.php/MED/article/view/5316.
Seção
Dossiê