O desenvolvimento de competências por meio da extensão universitária

o caso da Global Jr. ESPM-SP na formação do diplomata corporativo

  • Diego Bonaldo Coelho Departamento de Relações Internacionais, Escola Superior de Propaganda e Marketing
  • Raphael Almeida Videira Departamento de Relações Internacionais, Escola Superior de Propaganda e Marketing
Palavras-chave: extensão universitária, competências, formação acadêmica

Resumo

O artigo apresenta o debate sobre a relevância da extensão universitária como ação para o desenvolvimento de competências acadêmicas e profissionais em graduandos de Relações Internacionais. Para investigação, utilizou-se como fio condutor de análise um modelo específico de atividade extensionista, a empresa júnior, por meio de estudo de caso da Global Jr. da ESPM-SP. Os resultados observados sugerem impactos positivos do empreendimento tanto na formação quanto na empregabilidade dos estudantes, corroborando estudos realizados por Terrim et al (2015) e Barbosa et al (2016).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Bonaldo Coelho, Departamento de Relações Internacionais, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Departamento de Relações Internacionais, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Raphael Almeida Videira, Departamento de Relações Internacionais, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Departamento de Relações Internacionais, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Referências

ANTONELLO, Claudia Simone. Aprendizagem na ação revisitada e seu papel no desenvolvimento de competências. Aletheia, n. 26, 2007. p. 146-167.

BARBOSA, Flávia Lorenne Sampaio et al. Empresa Júnior e Formação Empreendedora de Discentes do Curso de Administração. Teoria e Prática em Administração, v. 5, n. 2, 2016. p. 167-189.

BRASIL JÚNIOR. Censo e identidade 2014. Disponível em: <http://institucional.brasiljunior.org.br/download?file=Censo+%26+Identidade+2014+-+VF.pdf>.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 1ed. Rio de Janeira: Paz e Terra, 1999.

DEWEY, John. Democracy and education. New York: Macmillan, 2000.

DICKEN, Peter. Mudança global: mapeando as novas fronteiras da economia mundial. 5ed. Porto Alegre: Campus, 2010.

FORPROEX. Política nacional de extensão universitária. 2012. Disponível em: <https://www.ufmg.br/proex/renex/documentos/2012-07-13-Politica-Nacional-de-Extensao.pdf>.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? São Paulo: Paz e Terra, 2006.

TERRIM, Sara; MELO, Adler Araújo Ribeiro; JÁCOMO, Alfredo Luiz. Empreendedorismo em saúde: relato de um modelo de Empresa Júnior em Medicina. Revista de Medicina, v. 94, n. 2, 2015. p. 94-98.

ZARIFIAN, Phillippe. Objetivo competência: por uma nova lógica. São Paulo: Atlas, 2001.

Como Citar
Coelho, Diego, e Raphael Videira. 1. O Desenvolvimento De Competências Por Meio Da Extensão Universitária. Meridiano 47 - Journal of Global Studies 18 (1). http://periodicos.unb.br/ojs311/index.php/MED/article/view/5315.
Seção
Dossiê