O Caso Didático no Ensino do Direito Internacional

Um Instrumento para um Aprendizado Interdisciplinar com Relações Internacionais

  • Michelle Ratton Sanchez Badin Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas
  • Douglas Castro Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas
  • Arthur Roberto Capella Giannattasio Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas
Palavras-chave: Caso Didático, Estudos Interdisciplinares, Direito e Relações Internacionais

Resumo

Sob um quadro teórico e empírico, apresenta-se o caso didático como um importante instrumento de ensino do Direito Internacional. Ele aumenta a participação ativa dos estudantes na sala de aula, empodera os alunos no exercício de sua autonomia no processo de aprendizado, auxilia os professores na apresentação dos fundamentos da disciplina e de sua complexidade concreta e facilita a construção da ponte interdisciplinar entre Direito Internacional e Relações Internacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Ratton Sanchez Badin, Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas

Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas

Douglas Castro, Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas

Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas

Arthur Roberto Capella Giannattasio, Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas

Escola de Direito, Fundação Getúlio Vargas

Referências

ADORNO, Theodor. Introdução à Sociologia. São Paulo: UNESP, 2007.

ANPAD. Orientações para Elaboração de Casos para Ensino. Rio de Janeiro.: ANPAD, s.d.

AVRICHIR, Ilan. O que eu avalio, hoje, quando me pedem um parecer sobre um caso de ensino. FGV-EAESP, 2011.

BADIN, Michele Ratton Sanchez; TASQUETTO, Lucas Silva; SATO, Nathalie. As trilhas de Anne-Marie Slaughter na defesa da interdisciplinaridade entre Direito Internacional e Relações Internacionai. São Paulo: Law School of Fundação Getulio Vargas – DIREITO GV Research Paper Series – Legal Studies, n. 94, 2014.

BADIN, Michelle Ratton Sanchez; GIANNATTASIO, Arthur Roberto Capella; CASTRO, Douglas de. Las elecciones implícitas en la investigación para la elaboración y aplicación de casos en cursos de Derecho Internacional. Revista Pedagogía Universitaria y Didáctica del Derecho 3, n. 2, p. 195–218. 2016.

DE MELLO, Rodrigo Bandeira. O que não é um caso. São Paulo: FGV-EAESP, 2011.

BRYANT, Sue; PETERS, Jean Koh. “The five habits: building cross-cultural competence in lawyers.” Clinical Law Review 8, n. 33, p. 01-46. 2001.

BURNHAM, Scott J. Contracts law case and materials. 2010.

CASELLA, Paulo. Fundamentos do Direito Internacional Pós-Moderno. São Paulo: Quartier Latin, 2008.

CASELLA, Paulo. Direito Internacional no Tempo Antigo. São Paulo: Atlas, 2012.

COSTA, Esdras Borges. “O método do caso em cursos participativos”. In VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. Experiências e materiais sobre os métodos de ensino-aprendizado da Direito GV 4. São Paulo: FGV, EDESP, p. 25-30. 2007.

COSTA, Esdras Borges. “O texto do caso”. In VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. Experiências e materiais sobre os métodos de ensino-aprendizado da Direito GV 4. São Paulo: FGV, EDESP, p. 31-38. 2007.

CURADO, Isabela Baleeiro. O método do caso. São Paulo: FGV-EAESP, 2011.

EISGRUBER, Christopher L. ”Teaching values in law school: can law schools teach values?.” University of San Francisco Law Review 36, p. 603. 2002.

FARIA, José. Direito e Conjuntura. São Paulo: Saraiva, 2008.

FERNANDES, Domingos. Para uma teoria da avaliação no domínio das aprendizagens. 2008.

FRANK, Jerome. “A Plea for Lawyer-Schools.” The Yale Law Journal 8, p. 1303. 1947.

FRAGALE Filho, Roberto; VERONESES, Alexandre. “A Pesquisa em Direito: Diagnóstico e Perspectivas.” Revista Brasileira de Pós-Graduação 1, n. 2, p. 53-70. 2004.

FILHO, Roberto Freitas. Metodologia de Análise de Decisões. (Sl: sn, sd.).

GARDNER, George K. “Specialization in the Law School Curriculum.” University of Pennsylvania Law Review and American Law Register 6, p. 684. 1933.

GARNER, David D. “The Continuing Vitality of the Case Method in the Twenty-first Century.” Brigham Young University Education and Law Journal, n. 2, p. 307-345. 2000.

GARVIN, David A. “Making the Case: Professional Education for the World of Practice.” Harvard Magazine 106, n. 1, p. 56-65. 2003.

GARTH, Brian. G. “The Growth of Large Law Firms and Its Effect on the Legal Profession and Legal Education: Legal Education and Large Law Firms: Delivering Legality or Solving Problems.” Indiana Law Journal 64, p. 433. 1989.

GERRING, John. Case Study Research. Cambridge: Cambridge University, 2007.

HAMMOND, John. “Learning by the Case Method.” Harvard Business School, 2002.

HERREID, Clyde. Case Studies in Science – A Novel Method of Science Education, JCST, p. 221-229. 1994.

HARTJE, J. H.; WILSON, Mark. E. “Developing Information.” In HATJE, J. H. WILSON, M. work couseling, problem solving, advocacy and conduct of litigation Lawyers’ 2. 2009.

HAYDEN, Paul. T. “Professorial Conflicts of Interest and Good Practice in Legal Education.” Journal of Legal Education 3, p. 358. 2000.

KENNEDY, Duncan. “The political significance of the structure of the Law school curriculum.” Seton Hall Law Review 14, p. 01-16. 1983.

KING, Gary; KEOHANE, Robert; VERBA, Sidney. Designing Social Inquiry: Scientific Inference in Qualitative Research. Princeton: Princeton University, 1994.

LANGDELL, Chris. “Law school curriculum: A reply to Kennedy.” Seton Hall Law Review 14, p. 1077-1086. 1984.

LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise. A.; ERSKINE, James. A. “Appendix“. In: LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise A.; ERSKINE, James A. Writing Cases 4. London, Ontario: Richard Ivey School of Business, p. 173-190. 2001.

LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise. A.; ERSKINE, James. A. “Case writing and

preliminary teaching note”. In: LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise. A.; ERSKINE, James. A. Writing Cases 4. London, Ontario: Richard Ivey School of Business, p. 111-128. 2001.

LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise. A.; ERSKINE, James. A. “Introduction”. In: LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise. A.; ERSKINE, James. A. Writing Cases 4. London, Ontario: Richard Ivey School of Business, p. 01-11. 2001.

LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise. A.; ERSKINE, James. A. “Teaching note and class test“. In: LEENDERS, Michiel R.; MAUFFETTE-LEENDERS, Louise. A.; ERSKINE, James. A. Writing Cases 4. London, Ontario: Richard Ivey School of Business, p. 139-153. 2001.

LYOTARD, Jean-François. La Condition Postmoderne. Paris: Minuit, 1979.

LEMOS, P. M. de. O método do caso e a orquestra. FGV-EAESP, 2011.

MARTIN, Joanne; GARTH, Bryant. G. “Clinical Education as a Bridge between Law School and Practice: Mitigating the Misery.” Clinical Law Review 2, p. 443. 1994.

MENDES, Conrado. “A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas”. In: VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. Experiências e materiais sobre os métodos de ensino-aprendizado da Direito GV 4. São Paulo: FGV-EDESP, p. 65-92. 2007.

MUNRO, Gregory S. “Integrating Theory and Practice in a Competency-Based Curriculum: Academic Planning at the University of Montana School of law.” Montana Law Review 2, p. 345. 1991.

NOBRE, Marcos. “Apontamentos sobre a Pesquisa em Direito no Brasil”, Cadernos Direito GV, n.1, 2002.

OLIVEIRA, Fabiana. Os desafios de Ensinar Metodologia de Pesquisa Empírica no Direito. [20–].

PATTERSON, Edwin W. “The Case Method in American Legal Education: Its Origins and Objectives”. Journal of Legal Education, v.4, n.1, p. 1-24. 1951.

RAMOS, Luciana; SCHORSCHER, Vivian. “O Método do Caso”. In Ghirardi, José. Métodos do Ensino em Direito. São Paulo: Saraiva, 2009.

RAGIN, Charles. The Comparative Method: Moving Beyond Qualitative and Quantitative Strategies. Berkeley: University of California, 1987.

RAGIN, Charles; BECKER, Howard. What is a Case? Cambridge: Cambridge University, 2009.

REVISTA GVCASOS. Casos de ensino em Administração: links úteis. São Paulo: FGV-EAESP, 2011.

ROCHA, Jean-Paul. “Relatório da 1a fase do “projeto material didático””. In: VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. Experiências e materiais sobre os métodos de ensino-aprendizado da Direito GV 4. São Paulo: FGV-EDESP, p. 39-64. 2007.

ROESCH, S. A. Casos de ensino em administração: Notas sobre a construção de casos para ensino. São Paulo: FGV-EAESP, 2007.

ROESCH, S. A. Como narrar um caso para ensino. São Paulo: FGV-EAESP, 2011.

SCHWATZ, Michael Hunter; SPARROW, Sophie; HESS, Gerald. Assessing Student Learning. In: SCHWATZ, Michael Hunter; SPARROW, Sophie; HESS, Gerald. Teaching Law by Design Engaging Students from the Syllabus to the Final Exam, p. 135-193. 2009.

SICA, Ligia. Avaliação em Role-Play no Contexto do Ensino do Direito, Academia – Revista sobre Enseñanza del Derecho 9, n. 18, p. 77-103. 2011.

STANFORD UNIVERSITY NEWSLETTER ON TEACHING. Speaking of teaching, 1992.

SUNDFELD, Carlos Ari et al. “Princípios gerais da proposta do curso de direito”. In: VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. Experiências e materiais sobre os métodos de ensino-aprendizado da Direito GV 4. São Paulo: FGV, EDESP, p. 7-24. 2007.

TREUHART, Mary Pat. Interactive teaching techniques a handbook for law professors. Washington Usa: Aba Rule of Law Initiative, 2007.

NETO, Diego Vasconcelos. Aspectos Pedagógicos e Boas Práticas do Concurso Nacional Sistemas Interamericano e Internacional de Direitos Humanos (CNSIDH) da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. In: ABRI. Redefinindo a Democracia em um Mundo em Transformação. Belo Horizonte: 2015.

VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. “As tradições pedagógicas do método do caso e a casoteca latino-americana de direito e política pública”. In: VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. Experiências e materiais sobre os métodos de ensino-aprendizado da Direito GV 4. São Paulo: FGV, EDESP, 2007a., p. 93-108.

VANZELLA, Rafael. “Políticas para as reuniões de trabalho de metodologia de ensino”. In: VANZELLA, Rafael Domingos Faiardo. Experiências e materiais sobre os métodos de ensino-aprendizado da Direito GV 4. São Paulo: FGV-EDESP, 2007b, p. 109-117.

VENTURA, Deisy; LINS, Maria. Educação Superior e Complexidade: Integração entre Disciplinas no Campo das Relações Internacionais, Cadernos de Pesquisa 44, n. 151, p. 104-131. 2014.

VENTURA, Deisy; RACHED, Danielle; TANG, Yi. O estudo de caso como instrumento de integração entre disciplinas: experiências de ensino do Direito em cursos em Relações Internacionais. In Repensando interesses e desafio para a inserção internacional do Brasil no século XXI, edited by ABRI. Florianópolis: 2016.

WILLIAM DAVIDSON INSTITUTE (WDI). How to Write a Business Case Study. Ann Arbor: Michigan Ross School of Business, 2013.

YIN, Robert. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. Porto Alegre: Bookmark, 2005.

Como Citar
Badin, Michelle, Douglas Castro, e Arthur Giannattasio. 1. O Caso Didático No Ensino Do Direito Internacional. Meridiano 47 - Journal of Global Studies 18 (1). https://doi.org/10.20889/M47e18009.
Seção
Dossiê