Foco e escopo da revista

Meridiano 47 - Journal of Global Studies é uma revista do Instituto Brasileiro de Relações Internacionais - IBRI dedicada a promover a reflexão, a pesquisa e o debate acadêmico sobre os temas da agenda internacional contemporânea.

Meridiano 47 publica artigos científicos cuja temática se situe na grande área de Relações Internacionais, e mais particularmente sobre Política Internacional, Política Externa, Economia Internacional, Instituições e Regimes Internacionais, História das Relações Internacionais e da Política Externa e sobre questões envolvendo áreas geográficas e países.

Meridiano 47 é uma publicação fundada em março de 2000 e o seu título é uma homenagem que o Instituto Brasileiro de Relações Internacionais – IBRI faz a Brasília, cidade cortada por aquela linha e na qual está sediado desde 1993. Com a publicação de Meridiano 47, o IBRI renova o seu compromisso com a análise de alto nível na área de Relações Intenacionais, firmado em 1958 com a publicação da Revista Brasileira de Política Internacional – RBPI.

Não são cobradas taxas de processamento ou de publicação.

Missão 

Promover a reflexão, a pesquisa e o debate científico-acadêmicos sobre os temas da agenda internacional.

 

Avaliação pelos pares

Todas as contribuições serão submetidas a arbitragem científica, em sistema de duplo cego (double blind peer review). A publicação de contribuições será sempre amparada pelas recomendações do Conselho Editorial e pela análise dos pareceres produzidos.

Diretrizes de Avaliação

As contribuições são avaliadas com os seguintes critérios:

  • Aderência à política editorial da publicação;
  • Relevância do tema e da abordagem apresentada no trabalho;
  • Qualidade da pesquisa (análise, interpretação, desenho);
  • Avanço no estado da arte (originalidade, argumentos, métodos, resultados);
  • Qualidade da redação (organização, clareza, estilo).

O processo de análise editorial pode se estender por até 30 dias. A análise editorial de todas as contribuições submetidas se dá em três passos:

  • Todas as contribuições serão analisadas pelo Comitê de Editores, que decidirá preliminarmente sobre a aderência do trabalho à política editorial do veículo, e verificará a consistência e correção preliminar em condições aceitáveis da redação;
  • Os trabalhos aprovados na primeira etapa serão submetidos a mecanismo de detecção de plágio. Isso envolve necessariamente a identificação de trechos do manuscrito que já foram publicados, ainda que de forma modificada, anteriormente;
  • As contribuições aprovadas na segunda etapa serão submetidas à arbitragem científica, em processo de duplo-cego. A arbitragem pode recomendar a aceitação plena, a aceitação com modificação ou a recusa do manuscrito. No caso da recusa, o manuscrito não poderá ser submetido novamente à Revista, mesmo após modificações.

As contribuições são avaliadas com os seguintes critérios:

  • Pertinência para Meridiano 47 (aderência à política editorial da publicação);
  • Relevância do tema e da abordagem apresentada no trabalho;
  • Qualidade da pesquisa (análise, interpretação, desenho);
  • Avanço no estado da arte (originalidade, argumentos, métodos, resultados);
  • Qualidade da redação (organização, clareza, estilo).

Os nomes e endereços informados serão usados exclusivamente para os serviços prestados por Meridiano 47 e não são disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.