Biopolítica e Medicina Social em Foucault

  • Ana Paula Winck Alves Graduanda em Relações Internacionais e Integração, UNILA
  • Georgia Guernelli Batista Graduanda em Medicina, UNILA
  • Graziela Maria Marculan Graduanda em Medicina, UNILA
  • Pedro Henrique Melchior Nunes da Horta Graduando em Relações Internacionais e Integração, UNILA
Palavras-chave: Biopolítica, Biopoder, Foucault, Medicina Social

Resumo

O objetivo deste trabalho é desenvolver uma análise reflexiva do filósofo Michel Foucault sobre a biopolítica e sobre o biopoder. Foucault discute o conceito de biopolítica como a forma pela qual o poder se modifica ao final do século XIX e início do século XX, tendo como alvo a população e trabalha, também, com o conceito de biopoder que atuará na gestão da saúde, higiene, alimentação, sexualidade, natalidade, morbimortalidade e muito mais, na medida em que essas se tornam preocupações políticas. Nessa perspectiva, Foucault analisa o desenvolvimento e surgimento da medicina como prática social e biopolítica, presente até hoje. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRIEU, Bernard. La fin de la biopolitique chez Michel Foucault: le troisième déplacement. Le Portique: Revue de philosophie et de sciences humaines, 2004. Disponível em: <http://leportique.revues.org/627>. Acesso em: 25 mai. 2017

BARROS, João R. A Cidade Biopolítica. Dispositivos de Segurança, população e homo oeconomicus. Problemata: Revista Internacional de Filosofia. João Pessoa, v. 7, n. 1, p. 216-233, 2016. Disponível em:

<http://periodicos.ufpb.br/index.php/problemata/article/view/27701>. Acesso em: 07 mai. 2017

FANLO, García L. ¿Qué es un dispositivo? Foucault, Deleuze y Agamben. A Parte Rei: Revista de Filosofía. Madrid, n. 74, p. 1-8, mar. 2011. Disponível em: <https://www.aacademica.org/luis.garcia.fanlo/2>. Acesso em: 04 mai. 2017

FOUCAULT, Michel. O Nascimento da Biopolítica. 1. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008

FOUCAULT, Michel. Arte, Epistemologia, Filosofia e História da Medicina. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011. (Coleção Ditos e Escritos, 7).

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 25. ed. São Paulo: Graal, 2012

FOUCAULT, Michel. Ética, Sexualidade, Política. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014. (Coleção Ditos e Escritos, 5).

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade: A Vontade do Saber. 1. ed. São Paulo, Paz e Terra, 2014.

FOUCAULT, Michel, O Nascimento da Clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2015.

LAZZARATO, Maurizio. From Biopower to Biopolitics. Pli: The Warwick Journal of Philosophy, Warwick, v. 13, p. 99-113, 2002. Disponível em: <https://plijournal.com/volumes/13/>. Acesso em: 04 mai. 2017.

MACHADO, Roberto. Danação da norma: a medicina social e constituição da psiquiatria no Brasil. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1978.

NADESAN, Majia H. Governmentality, Biopower, and Everyday Life. Nova York: Routledge, 2008.

Publicado
2019-01-31