Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Textos Graduados é a revista da Graduação em Ciências Sociais da Universidade de Brasíli que existe desde 1995 e que, agora, apresenta-se em novo formato. A Textos Graduados intenta fomentar um espaço que contemple produções de diferentes cursos e de quaisquer instituições universitárias do Brasil e do exterior, estimulando a valorização e produção de novos trabalhos. 

Em termos gerais, a cada edição semestral da revista, buscar-se-á  o incentivo a um espaço que contemple a produção plural e interdisciplinar, como também uma maior comunicação de ideias, posições científicas e político-ideológicas que possibilitem maior proximidade entre os/as alunos/as dos diferentes estágios de formação.

Recebemos trabalhos em formato de artigos, resenhas de livros e filmes, entrevistas, ensaios textuais e fotográficos, relatórios de pesquisa que sejam relacionados às áreas de humanidades em diálogo com Sociologia, Antropologia e Ciência Política.

O público alvo da Revista Textos Graduados é, principalmente, mas não exclusivamente, os/as estudantes de graduação do curso de Ciências Sociais da UnB, tanto como autores/as, quanto como leitores/as. O escopo da Revista Textos Graduados também está direcionado aos/as estudantes de outros cursos e outras Instituições, além de estudantes do ensino médio, com foco especial na Rede Pública de Ensino.A cada edição apresentará reflexões sobre conceitos, teorias, contextos e pesquisas redigidos e pesquisados por estudantes de graduação. 

Os conceitos, categorias, definições, pesquisas, reflexões em geral publicadas na  Revista Textos Graduados serão fruto de trabalhos dos/as graduandos/as do curso de Ciências Sociais e outros cursos, incluindo também organizações como PET/SOL, SOCIUS, Centros Acadêmicos, bem como, convidados/as que estejam dispostos a colaborar com publicações semestrais e contribuir para estudos relevantes para à revista.


 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenha

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas Fílmicas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ensaios Textuais

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ensaios Fotográficos

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Relatórios de Pesquisa

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Entrevista

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os trabalhos recebidos serão analisados pela Comissão Editorial quanto a sua adequação ao escopo do periódico e às disposições deste documento. A avaliação de qualidade e relevância dos trabalhos será realizada por duas ou dois pareceristas ad hoc que conferirão a eles uma entre estas três menções: “aceito”, “aceito sob modificação” e “não aceito”. Com base nos pareceres recebidos, os trabalhos serão classificados da seguinte maneira:
 
Trabalho A – dois pareceres “aceito”;
Trabalho B – um parecer “aceito” e outro “aceito sob modificação”;
Trabalho C – dois pareces “aceito sob modificação”;
Trabalho D – um parecer “aceito” e outro “não aceito”;
Trabalho E – um parecer “aceito sob modificação” e outro “não aceito”;
Trabalho F – dois pareceres “não aceito”;
 
Os trabalhos A, B e C são próprios à publicação. Os trabalhos D serão avaliados por um terceiro parecerista e serão aprovados caso recebam um parecer “aceito” ou “aceito sob modificação”. Trabalhos E e F são impróprios à publicação. Os trabalhos aceitos sob modificação só serão publicados desde que atendidas as recomendações dos pareceres.

Ao enviar o trabalho para ser avaliado pelo Conselho Editorial e/ou pelo corpo de pareceristas, o/a autor/a automaticamente concorda com a publicação de seu texto, sem qualquer ônus para os/as editores/as, uma vez que a Revista Textos Graduados é gratuita e não remunera de forma alguma seus/as colaboradores/as. Caso o/a autor/a tenha interesse em republicar seu artigo futuramente em coletâneas impressas ou eletrônicas, deverá, obrigatoriamente, indicar a Revista Textos - e o referido hipervínculo - como edição original (Exemplo: "Artigo originalmente publicado na Revista Textos Graduados, Volume XX, Nº X, Ano XX, etc”).

Além disso, o/a autor/a também atesta o ineditismo de sua contribuição e se responsabiliza integralmente pelo conteúdo expresso nos trabalhos publicados - conteúdo esse que não reflete necessariamente a visão do Comissão Editorial.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Conselho Editorial

Ana Cristina Murta Collares

(Universidade de Brasília)

 

Andréa de Souza Lobo

(Universidade de Brasília)

 

Fabrício Monteiro Neves

(Universidade de Brasília)

 

Martin-Léon-Jacques Ibáñez de Novion

(Universidade de Brasília)

 

Soraya Resende Fleischer

(Universidade de Brasília)

 

Stefan Fornos Klein

(Universidade de Brasília)

 

 

Conselho Consultivo

Elaine Meire Vilela

(Universidade Federal de Minas Gerais)

 

José Veríssimo Romão Neto

(Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo)

 

Elisete Schwade

(Universidade Federal do Rio Grande do Norte)

 

Silvana de Souza Nascimento

(Universidade de São Paulo)

 

Martha Célia Ramírez-Gálvez

(Universidade Estadual de Londrina)

 

Márcia Regina Calderipe Farias Rufino

(Universidade Federal do Amazonas)

 

Camilo Braz

(Universidade Federal de Goiás)

 

Dmitri Cerboncini Fernandes

(Universidade Federal de Juiz de Fora)

 

Alexandro Henrique Paixão

(Universidade Estadual de Campinas)

 

Andrea Carolina Jiménez Martín

(Universidad Nacional de Colombia)

 

Mario Ayala

(Universidad de Buenos Aires)

 

Fernando Correia Prado

(Universidade Federal da Integração Latino-Americana)

 

Helio Afonso de Aguilar Filho

(Universidade Federal do Rio Grande do sul)

 

Ricardo Mayer

(Universidade Federal de Santa Maria)


Dra Isabel Cristina Naranjo Noreña

(Universidad de Cordoba, Argentina)