Consciência negra, justiça ambiental e sustentabilidade

Valdir Lamin-Guedes

Resumo


Um dos objetivos de se trabalhar com a consciência negra é mostrar o quanto o Brasil está marcado por diferenças e discriminações raciais, já que o tema do racismo quase sempre foi negado, dentro e fora do país. Neste sentido, somos todos convidados a refletir sobre a inserção do negro na sociedade brasileira, inclusive na compreensão de que os negros sofrem com a injustiça ambiental, ou seja, que estes toleram uma imposição desproporcional dos riscos ambientais, por serem populações menos dotadas de recursos financeiros, políticos e/ou de informação.
A busca por um desenvolvimento sustentável e equilibrado entre os aspectos econômicos, sociais e ecológicos passa pela busca de uma maior justiça ambiental.

Palavras-chave


Injustiça Ambiental; Racismo; Riscos Ambientais; Desenvolvimento sustentável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18472/SustDeb.v3n2.2012.8135



Direitos autorais 2016 Sustentabilidade em Debate



ISSNe 2179-9067

Creative Commons License
Sustainability in Debate is a publication released by Center for Sustainable Development - University of Brasília is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
Based on a work at seer.bce.unb.br.

Bases de dados / Indexing databases

 

Identificador bibliográfico/Bibliographic identifiers

     
     

 

You are visitor number:

Free Counter
Free Visitor Maps at VisitorMap.orgFlag Counter