Política de Ciência, Tecnologia e Inovação e a Dinâmica da Hélice Tripla: o caso do Porto Digital de Pernambuco

  • Jackeline Amantino de Andrade
  • Caroliny Wanderley Macêdo
Palavras-chave: Inovação; Ciência e Tecnologia; Política Pública; Hélice Tripla.

Resumo

Este artigo propõe compreender como se estabeleceu a configuração do arranjo institucional e como se dão as interações entre as esferas do governo, universidade e empresa no âmbito do Porto Digital na cidade de Recife, Pernambuco. Está baseado numa análise de sua dinâmica relacional por meio do modelo da hélice tripla de Etzkowitz (2008) e Etzkowitz e Leydesdorff (1995, 1998, 2000), considerando suas implicações para o desenvolvimento da política de ciência, tecnologia e inovação do estado de Pernambuco. Na introdução deste artigo são delimitadas as bases que possibilitaram a criação do parque tecnológico do Porto Digital no contexto da política de ciência, tecnologia e inovação do estado de Pernambuco. A base analítica deste artigo se apoiou teoricamente no modelo III da hélice tripla e nos elementos empíricos que constituíram as políticas de ciência, tecnologia e inovação no Brasil e Pernambuco. Assim, foi desenvolvido um estudo de caso qualitativo que possibilitou aprofundar o entendimento e analisar as particularidades da interação entre as esferas do governo, universidade e empresa no processo de implementação do Porto Digital, identificando especificidades que se refletem na política de CT&I de Pernambuco.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-02-15