Qualidade de vida no trabalho em uma instituição pública da cidade de Manaus

Moisés Andrade Coelho, Antonio Geraldo Harb, Renata Syallen de Sousa Veiga

Resumo



Este trabalho objetiva analisar a qualidade de vida no trabalho (QVT) em uma instituição pública da cidade de Manaus/AM. A delimitação do universo foi composta por uma instituição pública cujo ramo de atuação é a prestação de serviços relacionados à articulação entre instituições de ensino e pesquisa, a amostragem pesquisada foi de caráter não probabilística intencional e como técnicas de pesquisa foram utilizadas: (1) documentação indireta por intermédio da pesquisa bibliográfica e a observação direta extensiva (questionário). Ao todo foram aplicados cinquenta e quatro questionários com colaboradores da empresa. Entre os resultados encontrados destacam-se a importância do modelo de Walton, complementado por Limongi-França, para uma adequada análise da QVT na organização, bem como o diagrama de caixas (boxplot) como instrumento para melhor visualização dos resultados. As considerações finais apontam para a importância da QVT para a melhoria dos ambientes de trabalho e da prestação de serviços de qualidade à população a partir de uma avaliação adequada de seu ambiente interno. A relevância do estudo está na utilização de um modelo para a avaliação da qualidade de vida em organizações públicas e privadas.


Texto completo:

PDF

Referências


Kerbal A. Ergonomie et critères de gestion des enterprises: L´analyse économique et les conditions de travail. In: Anais du Congrès SELF; 1999; Caen. Caen: SELF; 1999. p. 1-7.

Limongi-França AC. Indicadores empresariais de qualidade de vida no trabalho: esforço empresarial e satisfação dos empregados no ambiente de manufaturas com certificação ISO 9000 [Tese na internet]. São Paulo: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo; 1996. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12132/tde-14042009-113324/pt-br.php.

Binquand S, Casse C, Crémades V. (1999). Ergonomie et système de gestion. In: Anais du Congrès SELF; 1999; Caen. Caen: SELF; 1999. p. 1-9.

Davis L, Cherns A. The Quality of Working Life. New York: Free Press; 1975.

Detoni DJ. Estratégias de avaliação da qualidade de vida no trabalho: estudos de casos em agroindústrias (Dissertação na internet). Santa Catarina: Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina; 2001. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/79666/184613.pdf?sequence=1.

Westley WA. Problems and solutions in tha quality of working life. Human Relations. 1979; 32 (2): 11–123.

Werther WB, Davis K. Administração de recursos humanos. São Paulo: McGrawHill; 1983.

Hackman JR, Oldham GR. The job diagnostic survey: an instrument for the diagnosis of jobs and the evaluation of job redesign projects. Arlington/Virginia (USA): NTIS - National Technical Information Service; 1974.

Oliveira PM, Limongi-França AC. Avaliação da gestão de programas de qualidade de vida no trabalho. RAE-Eletrônica. 2005; 4 (1): 1-21.

Limongi-França AC. Interfaces da qualidade de vida no trabalho na administração de empresas: fatores críticos da gestão empresarial para uma nova competência (Tese livre-docência). São Paulo: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo; 2001.

Timossi LS, Pedroso B, Pillatti LA, Francisco AC. Adaptação do modelo de Walton para avaliação da qualidade de vida no trabalho. R. da Educação Física/UEM. 2009; 20 (3): 395-405.

Aquino DS, Maier RC, Freitas JD, Francisco A. Análise da qualidade de vida no trabalho no setor de costura em uma indústria de confecção. Produção on line. 2012; 12 (3): 585-603.

Barcelos MRS, Freitas ALP. Qualidade de vida no trabalho no setor bancário: uma análise experimental realizada em Campo dos Goytacazes-RJ. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas. 2013; 8 (1): 49-65.

Freitas ALP, Souza RGB, Quintella HLMM. Qualidade de vida no trabalho do técnico-administrativo em IES pública: uma análise exploratória. Revista Brasileira de Qualidade de Vida. 2013; 5 (2): 1-12.

Freitas ALP, Souza RGB. Um modelo para avaliação da qualidade de vida no trabalho em universidades públicas. Sistemas & Gestão. 2009; 4 (2): 136-154.

Oliveira RR, Silva IB, Castro DSP, Limongi-França AC. Qualidade de vida no trabalho - QVT dos professores de ensino técnico federal: os fatores biopsicossociais e organizacionais de satisfação. Revista de Administração da UNIMEP. 2013 11 (2): 143-173.

Silva EL, Menezes EM. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4ª ed. Florianópolis: UFSC; 2005.

Yin RK. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2ª ed. Porto Alegre: Bookman; 2001.

Walton RE. Quality of working life: what is it? Sloan Management Review. 1973; 15 (1): 11-21.

Marconi MA, Lakatos EM. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 2ª ed. São Paulo: Atlas; 1990.

Silvestre AL. Análise de dados e estatística descritiva. Lisboa/Portugal: Escola Editora; 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v8i2.24243

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados