Metas de Segurança do paciente como ferramenta para a acreditação hospitalar em unidade de terapia intensiva

Graziani Zanardo, Nara da Silva Marisco, Guilherme Zanardo, Giovani Sturmer

Resumo


A melhoria da qualidade e segurança dos cuidados de saúde é uma meta compartilhada por instituições de saúde mundialmente, sendo o conhecimento da equipe de enfermagem fator fundamental para o seu sucesso . Este estudo teve por objetivo avaliar a percepção da equipe de enfermagem sobre as metas de segurança do paciente como ferramenta para o processo de acreditação. Pesquisa quali-quantitativa, a coleta de dados foi realizada por meio de um questionário semiestruturado, realizada na unidade de terapia intensiva de uma instituição filantrópica, a análise foi realizada por meio da estatística descritiva, buscando o entendimento da equipe frente ao tema. Foram estudados 25 profissionais, sendo 88% mulheres, na faixa etária de 30 a 49 anos, sendo 88% enfermeiros, os mesmos apresentaram conhecimento insuficiente  sobre as metas de segurança do paciente e acreditação hospitalar, no entanto, relataram capacidade de trabalhar com as metas e consideraram relevante a sua implementação na unidade de terapia intensiva. Entende-se ser fundamental o conhecimento das metas de segurança do paciente na assistência de enfermagem para o alcance da acreditação hospitalar, sendo necessário capacitação técnico-cientifica da equipe, sendo necessária uma mudança de cultura sobre a qualidade do cuidado prestado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v9i3.24207

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados