VACINA E HPV: SABERES DOS PAIS E RESPONSÁVEIS DE MENINAS ADOLESCENTES

Tuanny Italla Marques da Silva, Nádya Thalita Novaes dos Santos, Leilane Dias Santana, Susanne Pinheiro Costa e Silva

Resumo


Este estudo objetivou entender o conhecimento de pais/responsáveis de meninas adolescentes acerca do HPV e da vacina que busca sua prevenção. Trata-se de pesquisa descritiva e exploratória, de abordagem qualitativa, da qual participaram 25 pais/responsáveis de meninas de 9 a 13 anos que frequentavam uma UBS da cidade de Petrolina-PE. A grande maioria dos participantes eram mulheres com idade entre 20 e 53 anos. Com relação ao conhecimento sobre o HPV e a vacina, obteve-se que a maioria associou o vírus ao câncer de colo de útero, sabendo da sua transmissão sexual e da prevenção através do preservativo. Notou-se também que já tinham ouvido falar da vacina e concordavam com esta ação, embora algumas das adolescentes não tivessem sido vacinadas. Mesmo assim, observou-se que os participantes apresentavam um conhecimento superficial sobre a temática, com informações transmitidas pelas campanhas, especialmente na mídia e unidade de saúde. Além disso, poucos foram os pais que conversaram com as filhas sobre a finalidade da vacina. Deste modo, faz-se necessário a exposição do assunto para a comunidade não apenas nas campanhas de vacinação, mas durante todo o ano, para que os mesmos possam obter informações sobre a temática e participarem ativamente no processo de prevenção do câncer de colo de útero.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v1i3.24202

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados