Usuários de Hipolipemiantes e a Rede de Saúde em uma Capital do Sul do Brasil

Mayra Ayumi Yaedu Hames, Marina Raijche Mattozo Rover, Taynara Silveira, Silvana Nair Leite, Bernd Heinrich Storb

Resumo



Objetivo: Caracterizar os usuários de hipolipemiantes do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF) sob aspectos sociodemográficos, consumo de medicamentos, atendimento e serviços de saúde a que estão vinculados em Florianópolis, discutindo as potencialidades e fragilidades do processo de atenção à saúde destes conforme o preconizado nas linhas de cuidado do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) específico. Métodos: Foram analisados os dados dos usuários de hipolipemiantes do CEAF registrados no sistema informatizado de gerenciamento da assistência farmacêutica estadual e de saúde municipal; e tabulados em planilha Excel para posterior análise descritiva. Também, foram analisadas as diferenças sociodemográficas, quanto ao hipolipemiante utilizado, cuja prescrição provinha de médicos dos Centros de Saúde municipal ou de outra instituição, através do teste qui-quadrado. Resultados: As principais diferenças observadas foram: nível de escolaridade e hipolipemiante prescrito. Percebe-se, que os usuários de hipolipemiantes do CEAF são, majoritariamente, atendidos pela atenção básica, idosos, mulheres, possuem comorbidades associadas, participam de programas da atenção básica e utilizam medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica (CBAF). O estudo identificou baixa interrelação entre os serviços ofertados nos diferentes níveis. Destaca-se a necessidade de integração entre os serviços da atenção especializada e da atenção básica visando garantir a integralidade do cuidado.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v8i3.24193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados