ASPECTOS RELACIONADOS À PREFERÊNCIA DA GESTANTE PELA VIA DE PARTO

Renata Marien Knupp Medeiros, Luzinett Alves Davi, Sandra Regina Melo Cardoso, Suellen Rodrigues de Oliveira Maier, Liliam Carla Vieira Gimenes, Graciano Almeida Sudré

Resumo


Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo descritiva, que objetivou compreender os aspectos relacionados à preferência pela via de parto de gestantes residentes no município de Rondonópolis-MT. Para a coleta de dados utilizou-se de entrevistas semiestruturadas, que posteriormente foram submetidas a análise de conteúdo temática. Das dezesseis participantes, treze tiveram partos cirúrgicos e apenas três realizaram parto vaginal na última gestação, contudo, dez delas afirmaram desejar um parto normal no início da gravidez e apenas seis fizeram opção pela cesariana desde o princípio. A escolha pela cesariana no final da gestação não esteve necessariamente relacionada a indicação médica. Os aspectos mais prevalentes relacionados a preferência pela via de parto foram: a experiência do parto anterior, que interferiu na decisão dos partos subsequentes; a ausência de informações durante o pré-natal, que motivou a busca por informações em fontes duvidosas; e os medos relacionados a dor e a desfechos trágicos, que constituíram forte influência na opção pela via de parto, ocasionando alto índice de cesarianas sem indicações clínicas. Observa-se a importância de uma assistência profissional qualificada no pré-natal a fim de atenuar a alta incidência de cesarianas desnecessárias e proporcionar às mulheres uma escolha informada pela via de parto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v1i3.24191

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados