CONTRIBUIÇÃO DA ESCUTA QUALIFICADA PARA A INTEGRALIDADE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA

Lindecy Pereira de Araújo Duarte, Daiana de Jesus Moreira, Elisfabio Brito Duarte, Ana Nery de Castro Feitosa, Adriano Monteiro de Oliveira

Resumo


Este artigo tem o objetivo de identificar as potencialidades que a escuta qualificada possui para a efetivação do princípio da integralidade nos processos de trabalho da Atenção Primária. Pretende ainda identificar sua contribuição para a humanização do cuidado através do desenvolvimento do diálogo na relação profissional e usuário, desvendando as necessidades de saúde da população adscrita. O Artigo apresenta ainda uma discussão sobre as vantagens da implantação da escuta qualificada nas unidades básicas de saúde, destacando quais as dificuldades que os gestores e profissionais encontram para a implantação e a operacionalização dessa ferramenta. Posteriormente aborda as recomendações e as possíveis intervenções que sistematizem a operacionalização dessa ferramenta no cotidiano de trabalho das equipes de Estratégia de Saúde da Família. É necessário aumentar o grau de corresponsabilidade dos diferentes atores que constitu­em a rede SUS na produção da saúde, provocar mudanças na cultura da atenção dos usuários e da gestão dos processos de trabalho, apoderar-se de ferramentas já existentes e debatidas que proporcionem a reorientação da execução do modelo assistencial da atenção básica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v8i3.24185

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados