A SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTENCIA DE ENFERMAGEM NA PERCEPÇÃO DE TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM

Raíssa Ottes Vasconcelos, Fabieli Borges, Cristina Daiana Bohrer, Denise de Fátima Hoffmann Rigo, Luis Guilherme Sbrolini Marques, Thais Vanessa Bugs, Francielli Brito da Fonseca Soppa, Débora Cristina Ignácio Alves

Resumo


RESUMO: Objetivo: identificar o conhecimento de técnicos e auxiliares de enfermagem referente ao significado da SAE na realização do trabalho junto ao paciente em um hospital de ensino. Metodologia: Estudo descritivo, documental, qualitativo, realizado a partir de documentos da comissão da SAE com a seguinte questão norteadora: “Qual o significado da SAE para a realização do seu trabalho junto ao paciente?” As respostas à pergunta foram submetidas à análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Obteve-se 48 respostas provenientes de 17 setores em que a SAE será implantada, identificando-se quatro categorias: Dimensionamento de Recursos e Condições de Trabalho como Limitações para a Implantação da SAE; SAE como Ferramenta para Organização do Processo de Trabalho; Significado da SAE para uma Assistência de Qualidade; Déficit de Conhecimento sobre a SAE. Conclusão: Aspectos positivos quanto ao significado e importância da SAE para o labor em enfermagem foram citados, bem como fatores dificultadores para sua implantação: déficit de recursos humanos e materiais, condições de trabalho, desconhecimento/interesse pela SAE e, necessidade de capacitação.

Texto completo:

PDF

Referências


Soares MI, ResckZMR, Terra FS, Camelo SHH. Sistematização da assistência de enfermagem: facilidades e desafios do enfermeiro na gerência da assistência. Esc. Anna Nery. [Internet]. 2015. [citado 2016 set 08]; 19(1): 47-53. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n1/1414-8145-ean-19-01-0047.pdf

Paans W, Roos MB, Cees N, Schans PV, Sermeus W. What factors influence the prevalence and accuracy of nursing diagnoses documentation in clinical practice? A systematic literature review. J Clinical Nurs. [Internet]. 2011 [citado 2016 set 08]; 1(20): 2386 - 403. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21676043.

Tannure MC; Pinheiro AM. SAE: Sistematização da assistência de enfermagem: Guia prático. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, 2010.

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN 358, de 15 de outubro de 2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e implementação do Processo de Enfermagem em ambientes públicos ou privados. [Internet]. Brasília; 2009 [citado 2016 set 08]. Disponível em: http://novo.portalcofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html

Herdeman TH. Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificações 2015-2017. Porto Alegre: Artmed; 2015.

Tavares TS, Castro AS, Figueiredo ARFF, Reis DC. Avaliação da Implantação da sistematização da assistência de enfermagem em uma unidade pediátrica. Rev Min Enferm. [Internet]. 2013 [citado 2016 set 08]. Disponível em:http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/650

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011, p.229.

Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNEAS. Disponível em: http://cnes2.datasus.gov.br/cabecalho_reduzido.asp?VCod_Unidade=4104802738368.

Neves RS, ShimizuIHE. Análise da implementação da Sistematização da Assistência de Enfermagem em uma unidade de reabilitação. Rev. Bras. Enferm. [Internet]. 2010 [citado 2016 set 8]; 63(2): 222-9. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/reben/v63n2/09

Maria MA, Quadros FAA, Grassi MFO. Sistematização da assistência de enfermagem em serviços de urgência e emergência: viabilidade de implantação. Rev. bras. enferm. [Internet]. 2012 [citado 2016 set. 8]; 65(2): 297-303. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v65n2/v65n2a15.pdf.

Jesus IS de, Silva JM da. Implantação e implementação da sistematização da assistência de enfermagem em uti de hospital público. Rev. Enferm. UFPE [internet]. Recife, 2015 [citado 2016 set. 8]; 9(4):7314-21. Disponível em: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/view/6749/pdf_7516

Mangueira SO, Lima JTS, Costa SLA, Nóbrega MML, Lopes MVO. Implantação da sistematização da assistência de enfermagem: opinião de uma equipe de enfermagem hospitalar. Enfermagem em Foco [internet] 2012; [citado 2016 set. 8]; 3(3): 135-138. Disponível em: http://revista.portalcofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/viewFile/298/160

Soares MI, Resck ZMR, Camelo SHH, Terra FS. Gerenciamento de recursos humanos e sua interface na

sistematização da assistência de enfermagem. Enfermería Global. [Internet]. 2016 [citado 2016 set. 8];15(2):353-364. Disponível em: http://revistas.um.es/eglobal/article/viewFile/214711/192501.

Adamy EK, Tosatti M. Sistematização da assistência de enfermagem no período perioperatório: visão da equipe de enfermagem. RevEnferm UFSM.[Internet] 2012 [citado 2016 set. 8]; 2(2):300-310. Disponível em: http://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/5054.

Santos WN. Sistematização da assistência de enfermagem: o contexto histórico, o

processo e obstáculos da implantação. J ManagPrim Health Care. [Internet]. 2014 [citado 2016 set 8]; 5(2):153-158.

Moura MAA, Watanabe EMM, Santos ATR, Cypriano SR, Maia LFS. O papel do enfermeiro no atendimento humanizado de urgência e emergência. São Paulo: Revista Recien [Periódico de Internet]. 2014 [citado 2016 set. 8]; 4(11):10-17. Disponível em: http://www.recien.com.br/online/index.php/Recien/article/view/71/133.

Grando T, Suze CL. Dificuldades na instituição daSistematização da assistência deEnfermagem no exercício profissional –Revisão integrativa. Revista Contexto & Saúde [Internet]. 2014 [citado 2016 set. 8]; 14 (26):28-35. Disponível: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoesaude/article/view/2886.

Porto ES, França FM, Ferrari. A implementação da sistematização da assistência de enfermagem na UTI- Neonatal do Hospital Regional de CáceresMT. Revista Eletrônica Gestão & Saúde. 2013 [citado 2016 set. 8]; 4(1): 1397-1403. Disponível em: http://gestaoesaude.unb.br/index.php/gestaoesaude/article/view/260/pdf_1.

Ramos LAR, Carvalho EC, Canini SRMS. Opinião de auxiliares e técnicos de enfermagem sobre a sistematização da assistência de enfermagem. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2009 [citado 2016 set. 8];11(1):39-44. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/fen_revista/v11/n1/pdf/v11n1a05.pdf.

Medeiros AL, Santos SR, Cabral RWL. Sistematização da assistência de enfermagem: dificuldades evidenciadas pela teoria fundamentada nos dados. Rev. enferm UERJ. [Internet]. 2013 [citado 2016 set 8]; 21(1):47-53. Disponível em:http://www.facenf.uerj.br/v21n1/v21n1a08.pdf

Oliveira LM, Evangelista RA. Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE): excelência no cuidado. Rev. Perquirere. [Internet]. 2010 [citado 2016 set 8]; 7(1): 83-88. Disponível em: http://perquirere.unipam.edu.br/documents/23456/36602/Sistematizacao_da_assistencia_de_enfermagem_SAE.pdf




DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v8i3.24116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados