Complexidades na implementação da Política Nacional de Humanização sob a ótica de profissionais de saúde

Gisele Massante Peixoto Tracera, Aluisio Gomes da Silva Jr, Lúcia Cardoso Mourão

Resumo


O estudo teve como objetivo analisar as facilidades e dificuldades de implementação da Política Nacional de Humanização sob a ótica dos profissionais de saúde. Caracteriza-se como um estudo qualitativo que utiliza a teoria da política pública e foi realizado na região Sudeste do Brasil, envolvendo quatro participantes-chave responsáveis pela implementação dessa política e pela assistência ao usuário. A coleta dos dados deu-se através de entrevistas semi-estruturadas e adequou-se às normas da Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde por meio do parecer CAAE: 02470212.2.0000.5243, sendo respeitadas as questões referentes aos aspectos éticos de pesquisa envolvendo seres humanos. Utilizou-se como método a Análise Institucional, preconizada por René Lourau e George Lapassade. Como resultado verificou-se que foi implementada a estrutura prevista em lei, apesar de o conhecimento sobre a PNH ter sido conceituado com dificuldade e incerteza. Algumas questões, como a produtividade em números, foram citadas como situações que dificultam a implementação da política na unidade. Desse modo, concluiu-se que predomina uma gestão centralizada e com pouca participação social, e por esse motivo tornam-se imprescindíveis reuniões periódicas entre os profissionais e gestores para ofertar a identificação de fragilidades, garantir uma gestão transversal, além de buscar atitudes transformadoras.

Descritores: humanização da assistência; gestão em saúde; políticas públicas.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18673/gs.v8i1.23919

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785)

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados