Escala de Autoefcácia Ocupacional em Intervenções com Populações Vulneráveis

Clarissa Pinto Pizarro de Freitas, Bruno Figueiredo Damásio, Sílvia Helena Koller

Resumo


RESUMO - Foram investigadas as evidências de validade da Escala de Autoefcácia Ocupacional em Intervenções com Populações Vulneráveis (EAO-IPV). A amostra foi composta por 549 profssionais da Rede de Proteção (88% mulheres), com idade média de 37,8 anos (DP = 10 anos). A estrutura fatorial da escala foi investigada por meio de modelagem de equações estruturais exploratória (MEEE). Os resultados indicaram a solução unifatorial da versão de 18 itens como a mais
adequada. Os resultados das análises de validade concorrente e convergente estiveram no sentido esperado. Os índices de autoefcácia ocupacional para intervenções com populações em vulnerabilidade estiveram positivamente associados aos níveis de autoefcácia ocupacional, aos afetos positivos e à realização profssional, e negativamente associados aos afetos negativos, exaustão emocional e despersonalização.


Palavras-chave: autoefcácia ocupacional, vulnerabilidade social, escala, evidências de validade


Palavras-chave


autoeficácia ocupacional; vulnerabilidade social; escala

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Psicologia: Teoria e Pesquisa

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.