Concepções e Modos de Viver em Família: A perspectiva de Mulheres Lésbicas que Têm Filhos

Aline Nogueira de Lira, Normanda Araujo de Morais, Georges Daniel Janja Bloc Boris

Resumo


RESUMO - Investigaram-se as concepções e modos de viver em família de quatro mulheres lésbicas que têm flhos. Utilizou-se uma entrevista aberta para coleta de dados e a análise baseou-se no método fenomenológico crítico. Os resultados mostraram que: (a) as estratégias para acesso à parentalidade (adoção, coparentalidade e relações heterossexuais anteriores) são diversas e ora reproduzem o binarismo heterossexual, ora o desnaturalizam; (b) a família foi caracterizada como um espaço afetivo e de proteção; e (c) a legalização do casamento foi percebida como uma forma de garantir direitos sociais e jurídicos. Ressalta-se a pluralidade e complexidade dessas famílias, ao mesmo tempo em que se mostra a inviabilidade de se traçar uma concepção única sobre as famílias homoparentais.


Palavras-chave: família, homoparentalidade, lésbica, casamento, gênero


Palavras-chave


família; homoparentalidade; lésbica; fenomenologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Psicologia: Teoria e Pesquisa

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.