Gilberto Freyre e Caio Prado Júnior: uma análise comparativa centrada no contexto de produção e nas referências teóricas dos autores

  • Luis Claudio Palermo (PPCIS/UERJ) (UERJ/Doutorando em Ciências Sociais)

Resumo

A proposta central deste artigo é analisar, comparativamente, elementos importantes concernentes às teses de dois dos principais intelectuais brasileiros que estudaram a formação do Brasil e, por conseguinte, abordaram tanto o tema da escravidão como o do papel do negro na nossa sociedade: Gilberto Freyre e Caio Prado Júnior. A metodologia empregada contempla a hermenêutica textual, com privilégio para a compreensão das teses dos autores sob o ponto de vista do seu contexto e dos referenciais teóricos de cada um. O objetivo principal é analisar em que medida os referenciais teóricos, o contexto de produção e a posição político-ideológica dos autores contribuíram para a formação de suas teses. Ademais, visa-se apontar fatores positivos e algumas críticas às obras analisadas. Como consequência, pretende-se oferecer tanto uma forma de compreender tais obras como dar uma contribuição teórico-metodológica que possa cooperar com pesquisas relacionadas à historiografia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-12-16
Como Citar
Palermo (PPCIS/UERJ)L. C. Gilberto Freyre e Caio Prado Júnior: uma análise comparativa centrada no contexto de produção e nas referências teóricas dos autores. Pós - Revista Brasiliense de Pós-Graduação em Ciências Sociais, v. 13, n. 2, 16 dez. 2014.
Seção
Artigos