No que você está pensando?

representações sociais de corpo de professores de Educação Física usuários da rede social Facebook “No que você está pensando?"

  • Robson de Souza Lobato Secretaria de Estado de Educaçao do Distrito Federal
  • André Ribeiro da Silva Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares - CEAM, Núcleo de Estudos em Educação e Promoção da Saúde - Nesprom
  • Jônatas de França Barros Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Educação Física
  • Guilherme Lins de Magalhães Secretaria Geral da Presidência da República, Secretaria de Administração, Setor de Preparação Física - SPF
  • Jitone Leônidas Soares Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física
  • Cássio Murilo Alves Costa Professor Voluntário e Pesquisador do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM/UnB)
  • Alfredo Feres Neto Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física
Palavras-chave: Subjetividade, Mídia, Comportamento, Educação Física

Resumo

Resumo: Esta pesquisa quali-quantitativa analisou as representações sociais de corpo de professores de educação física usuários da rede social online Facebook e seus aspectos com a mídia. Os instrumentos para coleta de dados compreenderam um questionário online e uma Tarefa de Evocações Livres. Nossa problemática investigou a seguinte questão: qual a influência das redes sociais online, especificamente o Facebook, nas representações sociais de corpo na perspectiva de professores graduados em Educação Física? Os resultados indicaram que o Facebook é capaz de influenciar nas representações de corpo de determinados indivíduos e que as representações sociais desses professores estão ligadas ao elemento “saúde”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

MOSCOVICI, S. La Psychanalyse, son image, son public. Paris: PUF; 1961.

MOSCOVICI, S. Representações Sociais: investigações em psicologia social/ Serge Moscovici; Editado em inglês por Gerard Duveen; Traduzido do inglês por Pedrinho A. Guareschi; 6ª Ed. Petrópolis: Vozes; 2003.

ROSA, G.A.M., SANTOS, B.R. Facebook e as novas identidades virtuais. Brasília: Thesaurus; 2013.

DAOLIO, J. Da cultura do Corpo. Campinas: Papirus; 1995.

MOSCOVICI, S. A Representação Social da Psicanálise/ Serge Moscovici. Tradução de Álvaro Cabral. – Rio de Janeiro: Zahar Editores; 1978.

JODELET, D. As representações sociais/ Denise Jodelet (Org); - tradução de Lílian Ulup. – Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001.

CAMARGO, Brigido Vizeu; JUSTO, Ana Maria; ALVES, Catarina Durante Bergue. As funções sociais e as representações sociais em relação ao corpo: uma comparação geracional. Temas psicol., Ribeirão Preto , v. 19, n. 1, p. 269-281, jun. 2011 . Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-389X2011000100022&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 13 nov. 2018.

CONTI, M.A; BERTONLIN, M.N.T; PERES, S.V. A mídia e o corpo: o que o jovem tem a dizer? Ciência e Saúde Coletiva. 2010; 15(4): 2095-2103.

SANTAELLA, L. Cultura das Mídias. 4ª Ed. São Paulo: Experimento; 2003.

BARBOSA, S.S.R. Corporeidade: quais são as concepções de corpo presentes nos discursos dos professores

de Educação Física da rede municipal de ensino de Uberlândia. [Dissertação na Internet]. São Paulo (Brasil): Universidade Estadual de Campinas; 1996 [ citado 02 jan. 2016]. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital .unicamp.br/document/?code=vtls000128906&fd=y>

LE BRETON, D. Adeus ao corpo: antropologia e sociedade; Trad. Marina Appenzeller. – Campinas, SP: Papirus, 2003.

GONÇALVES, M.A.S. Sentir, pensar, agir – Corporeidade e educação/Maria Augusta Salin Gonçalves. – Campinas, SP: Papirus, 1994.

Lévy P. Cibercultura/ Pierre Lévy. Tradução de Carlos Irineu da Costa. – São Paulo: Ed. 34; 1999.

FISCHER, R. M. B. Identidade, cultura e mídia: a complexidade de novas questões educacionais na contemporaneidade. In: SILVA, Luiz Heron (Org.). Século XXI: qual conhecimento? Qual currículo? Petrópolis: Vozes; 1999. p. 18-32.

FISCHER, R.M.B. O dispositivo pedagógico da mídia: modos de educar na (e pela) TV. Educação e Pesquisa. São Paulo: V. 8, nº 1, Jan/Jun; 2002. p. 151-162.

KIRKPATRICK, D. O efeito Facebook. – Tradução Maria Lúcia de Oliveira. – Rio de Janeiro: Intrínseca, 2011.

MINAYO, M.C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde/ Maria Cecília de Souza Minayo. – 10ª Ed. – São Paulo: Hucitec; 2007.

CIRIBELLI, M.C. Como elaborar uma dissertação de mestrado através da pesquisa científica – Rio de

Janeiro: 7 Letras, 2003.

KIPNIS, B; DAVID, A.C. Elementos de pesquisa em esporte escolar: monografia / Bernardo Kipnis & Ana Cristina de David. – 1ª ed.. – Brasília: Universidade de Brasília, Centro de Educação a Distância, 2005.

RANGEL, M. A pesquisa de representação social como forma de enfrentamento de problemas socioeducacionais/Mary Rangel. Aparecida: Ideias & Letras; 2004.

SURVEY MONKEY. Software de questionários e ferramentas de pesquisa. Enterprise SurveyMonkey. [Internet]. Brasília (Brasil) [citado 02 jan. 2016]. Disponível em: <https://pt.surveymonkey.com/?ut_ source=header>.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Laurence Bardin; Trad. Luis Antero Reto, Augusto Pinheiro. – São Paulo: Edições 70, 2011.

MANACORDA, M. A. Marx e a formação do Homem. Tradução Newton Ramos de Oliveira e Paolo Nosella. Revista HISTEDBR online. Campinas: número especial, Abril - 2011. p. 5-15.

SANT'ANNA, H.C. OpenEvoc: Um programa de apoio à pesquisa em representações sociais. Revista Psicologia Social: Desafios Contemporâneos. Espírito Santo: 2012. p. 94-103.

VERGÉS, P. EVOC: Ensemble de programmes permettant l'analyse des évocations. Manuel version 15 octobre 2003. Aix-en-Provence. France: LAMES; 2003.

ABRIC, J. C. Central System, Perifheral system: their functions and roles in the dynamics of social representations. Papers on Social Representations. Textes Sur lés Représentations Sociales. 1993. V. 2 (2); 75-78.

BEHMOIRAS, D. C. Educação Física Escolar e sua interface com o esporte e a mídia. Dissertação (Mestrado em Educação Física), Universidade de Brasília, 2011.

SANTAELLA, L. Corpo e comunicação: sintoma da cultura. São Paulo: Paulus, 2004.

Publicado
2018-11-14
Como Citar
Lobato, R., Silva, A., Barros, J., Magalhães, G., Soares, J., Costa, C., & Neto, A. (2018). No que você está pensando?. Revista Do CEAM, 4(1), 42-55. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/revistadoceam/article/view/12368