Foco e Escopo

A Revista XIX tem por missão publicar artigos de pesquisadores, doutores e mestres, e de estudantes de mestrado e doutorado das áreas de Letras, Artes, Ciências Sociais, Comunicação, Direito, Economia, Educação, Filosofia, Psicologia, História, Museologia, Arquitetura e Tradução.

O público alvo da Revista XIX são os discentes e docentes dos vários programas de graduação e pós-graduação em Letras, Artes, Ciências Humanas e Sociais.

 O século XIX foi marcado por grandes mudanças sociais, culturais, econômicas e pelo intenso embate de concepções distintas e variadas. A burguesia, ao consolidar-se no poder, antagoniza-se com a aristocracia, o proletariado e outras classes populares. Na Europa, as ondas revolucionárias de 1820, 1830 e 1848 alteram o espectro político; Marx publica o Manifesto Comunista em 1848, incluindo, definitivamente, o comunismo no ideário da política; o abolicionismo se impõe nos continentes. Darwin desenvolve sua Teoria do evolucionismo e questiona o Criacionismo; Freud impulsiona e revoluciona os estudos da mente, até então deixados em segundo plano; as Guerras Napoleônicas acabam e a Conferência de Viena estabelece uma nova ordem mundial. A América Latina torna-se independente e os Estados Unidos consolidam sua extensão territorial. No período, são inventados o fonógrafo, o toca-discos, a fotografia e o cinematógrafo; a industrialização inglesa avança a todo vapor, enquanto, no Brasil, o Barão de Mauá é patrono de uma indústria nascente. Desenvolvem-se técnicas diversas durante a Revolução Industrial - aquelas necessárias ao manuseio da máquina moderna, e outras artísticas, como a técnica ótica da fotografia e do cinema. As artes, por sua vez, revelam-se por meio de movimentos distintos, como o Neoclassicismo, o Impressionismo, o Cubismo, o Romantismo, o Realismo, o Naturalismo e o Simbolismo e as Exposições Universais, iniciadas em Londres, no ano de 1851, culminando em Paris, em 1900, revelam o século XIX. A literatura, igualmente acometida pela febre da novidade e pelas transformações que caracterizam o período, vê suceder, com velocidade extraordinária, escolas, estéticas e ideologias, abrindo definitivamente as portas para a modernidade nas letras.

 

Políticas de Seção

Capa

 Submissões abertas  Indexado  Avaliado pelos pares

Editorial

 Submissões abertas  Indexado  Avaliado pelos pares

Sumário

 Submissões abertas  Indexado  Avaliado pelos pares

Dossiê

Nesta seção acolheremos artigos acadêmicos ( 12 a 15 páginas ou  até 50.000 caracteres, incluindo espaço e bibliografia) sobre o tema de cada edição da revista e que estejam totalmente de acordo com suas normas editoriais.  

 Submissões abertas  Indexado  Avaliado pelos pares

Ensaios

A presente seção visa receber textos ( 10 a 12 páginas, ou seja, até 35.000 caracteres) que envolvam discussões, argumentações, hipóteses e exposições teóricas a respeito de temas que compreendam o século XIX, independentemente do tema principal do dossiê da revista a cada Edição.

 Submissões abertas  Indexado  Avaliado pelos pares

Traduções

Nesta seção, serão aceitos trabalhos de tradução literária assim como de tradução de textos críticos e teóricos, sob a forma de capítulos, contos, atos/cenas, poemas, ensaios e outras tipologias textuais, não sendo aceitos apenas trechos.  As traduções devem estar relacionadas a algum aspecto do séc. XIX ou cujo original tenha sido publicado no período. Deverão conter no máximo 70.000 caracteres com espaços. Salvo necessidade de formatação específica, a formatação a ser seguida é a mesma definida para artigos e ensaios.

 Submissões abertas  Indexado  Avaliado pelos pares

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Cada artigo ou contribuição submetido (tradução, artigo, ensaio) será avaliado por pelo menos dois pareceristas.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...