TEORIA CRÍTICA E A GESTÃO SOCIAL DA EDUCAÇÃO: REFLEXÕES A PARTIR DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO DE HABERMAS

  • Darlan Marcelo Delgado
  • Luiz Roberto Gomes
Palavras-chave: Teoria Crítica da Sociedade, Jürgen Habermas, Teoria do Agir Comunicativo, Educação Profissional, Administração Educacional

Resumo

O objetivo do artigo é apresentar o conceito de gestão social, fundado na Teoria do Agir Comunicativo de Habermas, como forma de reflexão crítica sobre a Administração Educacional Tradicional. Vislumbram-se possibilidades em se pensar uma concepção de administração educacional voltada à formação plena, de sujeitos autônomos e emancipados, preparados para o trabalho, para a vida e para a ação política esclarecida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRAVERMAN,Harry. Trabalho e capital monopolista: a degradação do trabalho no século XX. Tradução de Nathanael C. Caixeiro. 3 ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1980. (Biblioteca de Ciências Sociais: Sociologia e Antropologia).

CANÇADO, Airton Cardoso; TENÓRIO, Fernando Guilherme; PEREIRA, José Roberto. Gestão social: reflexões teóricas e conceituais. CADERNOS EBAPE.BR., v. 9, n.3, artigo 1, Rio de Janeiro, set. 2011, p. 681-703.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Gestão democrática da educação: exigências e desafios. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 18, n.2, jul-dez. 2002, p. 163-174.

GRUSCHKA, Andreas. Escola, didática e indústria cultural. In: DURÃO, Fabio Akcelrud; ZUIN, Antonio; VAZ, Alexandre Fernandez (org.). A indústria cultural hoje. São Paulo: Boitempo, 2008.

HABERMAS, Jürgen. Teoria e práxis: estudos de filosofia social. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

______. Teoria do agir comunicativo: racionalidade da ação e racionalização social. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012a. vol. 1.

______. Teoria do agir comunicativo: sobre a crítica da razão funcionalista. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012b. vol. 2.

______. O discurso filosófico da modernidade: doze lições. São Paulo: Martins Fontes, 2000. (Coleção tópicos).

______. Técnica e ciência enquanto “ideologia”. In: BENJAMIN, Walter; HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor W.; HABERMAS, Jürgen. Textos escolhidos. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Os Pensadores).

KUENZER ZUNG, Acácia Zeneida. A teoria da administração educacional: ciência e ideologia. Cadernos de Pesquisa, São Paulo (48), fev. 1984, p. 39-46.

MAIA, Graziela Zambão Abdian. As publicações da ANPAE e a trajetória do conhecimento em administração da educação no Brasil. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 24, n.1, jan./abr. 2008, p.31-50.

OLIVEIRA, Fátima Bayma de. Razão instrumental versus razão comunicativa. Revista de Administração Pública, 27 (3), Rio de Janeiro, jul./set. 1993, p. 15-25.

PAULA, Ana Paula Paes de. Teoria crítica nas organizações. São Paulo: Thomson Learning, 2008. (Coleção debates em administração).

RODRIGUES, José. O moderno príncipe industrial: o pensamento pedagógico da Confederação Nacional da Indústria. Campinas: Autores Associados, 1998. (Educação Contemporânea).

SANDER, Benno. Administração da educação no Brasil: genealogia do conhecimento. Brasília-DF: Liber Livro, 2007.

______. Políticas públicas e gestão democrática da educação. Brasília, DF: Líber Livro, 2005.

SIEBENEICHLER, Flávio Benno. Jürgen Habermas: razão comunicativa e emancipação. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989.

TENÓRIO, Fernando Guilherme. Tem razão a administração?Ensaios de teoria organizacional. 4 ed. rev. e ampl. Ijuí-RS: Editora Unijuí, 2016a.

______. Uma alternativa:gestão social. Ijuí-RS: Editora Unijuí, 2016b.

TRAGTENBERG, Maurício. Burocracia e ideologia. 2 ed. rev. São Paulo: Editora UNESP, 2006. (Coleção Maurício Tragtenberg).

VARGAS, Nilton. Gênese e difusão do taylorismo no Brasil. Ciências Sociais Hoje. SãoPaulo: ANPOCS, 1985, p. 155-190.

VASCONCELOS, Isabella Francisca Freitas Gouveia de; PESQUEUX, Yvon; CYRINO, Alvaro Bruno. A Teoria da Ação Comunicativa de Habermas e suas aplicações nas organizações: contribuições para uma agenda de pesquisa. CADERNOS EBAPE.BR., v. 12, edição especial, Rio de Janeiro, ago. 2014, p. 374-383.

VIZEU, Fábio. Ação comunicativa e estudos organizacionais. Revista de Administração de Empresas –RAE, v. 45, n. 4, out./dez. 2005, p. 10-21.

WEBER, Max. Historia económica general. 8ª reimpressão. Tradução de Manuel Sánchez Sarto. México: Fondo de Cultura Económica, 2001.

_____. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Brasília, DF: Editora da Universidade de Brasília/São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1999. vol. 1.

_____. From Max Weber: essays in sociology. New York: Oxford University Press, 1958. Translated, edited, and with an introduction by HH. Gerth and C. Wright Mills.

Publicado
2018-12-21
Seção
Dossiê: "Teoria Crítica e Educação na atualidade: olhares plurais"