Relacionamento com Louis Vuitton: O Papel do Significado de Produto e da Personalidade de Marca

  • Gisela Demo Universidade de Brasília
  • Fernanda Tiberti Santos Universidade de Brasília
  • Eluiza Alberto de Morais Watanabe Universidade de Brasília
Palavras-chave: Personalidade de Marca. Significado de Produto. Gestão do Relacionamento com Clientes.

Resumo

A presente pesquisa teve como principal objetivo identificar a influência da personalidade de marca e do significado do produto na percepção do relacionamento das clientes da marca Louis Vuitton. O estudo é descritivo, explicativo e possui natureza quantitativa. Por meio da análise de regressões múltiplas, os resultados mostraram que, dentre os cinco fatores que compõem a personalidade de marca, a credibilidade e a sofisticação se destacaram. Além disso, tanto o significado simbólico quanto o utilitário, com ênfase para o primeiro, contribuíram para a explicação da percepção de relacionamento. A contribuição teórica do estudo se dá na medida em que busca complementar uma lacuna acadêmica que tange aos estudos dos antecedentes de relacionamento. Como contribuição prática aos gestores da marca, os resultados podem ser usados como diagnóstico, no sentido de identificar variáveis influenciadoras do relacionamento com suas clientes e que subsidiarão ulteriores estratégias de desenvolvimento de produto, posicionamento de marca e comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisela Demo, Universidade de Brasília
Professora do Programa de Pós-graduação em Administração-PPGA-Universidade de Brasília. Brasília, DF, Brasil
Fernanda Tiberti Santos, Universidade de Brasília
Graduada em Administração pela Universidade de Brasília. Brasília, DF, Brasil
Eluiza Alberto de Morais Watanabe, Universidade de Brasília

Professora do Departamento de Administração da Universidade de Brasília- Brasília, DF, Brasil

Referências

AAKER, J. L. Dimensions of brand personality. JMR – Journal of Marketing Research, v. XXXIV, n. 3, p. 347-56, 1997.

ALFINITO, S.; NEPOMUCENO, M. V.; TORRES, C. V. Avanços no desenvolvimento da escala de julgamento e significado do produto para o Brasil. REMark – Revista Brasileira de Marketing, São Paulo, v. 11, n. 2, p. 148-77, 2012.

ALLEN, M. W. A practical method for uncovering the direct and indirect relationships between human values and consumer purchases. Journal of Consumer Marketing, v. 18, n. 2, p. 102-20, 2001.

_____. The attribute-mediation and product meaning approaches to the influences of human values on consumer choices. In: COLUMBUS, F. (Ed.). Advances in Psychology Research. Huntington: Nova Science Publishers, v.1, 2000.

ARAGÃO, B. S.; ALFINITO, S. A adoção de livros eletrônicos no mercado brasileiro: uma abordagem baseada em valores humanos, consciência ambiental e julgamento e significado do produto. In: ENCONTRO ANUAL AA ASSOCIAÇÃO NACIONAL E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 40, 2016, Costa do Suípe. Anais..., 2016.

BRITO, C. Uma abordagem relacional ao valor da marca. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, v. 9, n. 1-2, p. 49-63, 2010.

BROWN, S. A. CRM: Customer Relationship Management: uma ferramenta estratégica para o mundo e-business. São Paulo: Makron Books Brasil, 2001.

COHEN, J. A power primer. Psychological Bulletin, v. 112, n.1, p. 155–159, 1992.

COCHRAN, W. G. Sampling techniques. 3. ed. Nova Iorque: Wiley, 1977.

DELMONDEZ, F. C.; DEMO, G.; SCUSSEL, F. B. C. A Influência da Personalidade de Marca no Relacionamento com Clientes de Empresas de Fast-food. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO DA USP, 2016, São Paulo. Anais..., 2016.

DEMO, G.; WATANABE, E.; CHAUVET, D.; ROZZETT, K. Customer Relationship Management Scale for the B2C Market: a cross-cultural comparison. Revista de Administração Mackenzie, v.18. n.3,2017.

_____; FOGAÇA, N.; PONTE, V.; FERNANDES, T.; CARDOSO, H. Marketing de Relacionamento (CRM): estado da arte, revisão bibliométrica da produção nacional de primeira linha, institucionalização da pesquisa no Brasil e agenda de pesquisa. RAM – Revista de Administração Mackenzie, São Paulo, v. 16, n. 5, p. 127-60, 2015.

_____; GUANABARA, M. Marketing de relacionamento com a Apple: o papel do julgamento e significado do produto na escolha do iPhone. REAd – Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 80, n. 1, p. 170-97, 2015.

DUBOIS, B.; CZELLAR, S.; LAURENT, G. Consumer segments based on attitudes toward luxury: Empirical evidence from twenty countries. Marketing Letters, v. 16, n. 2, p. 115-128, 2005.

FAYERMAN, M. Customer Relationship Management. New Directions for Institutional Research, n. 113, p. 57-67, 2002.

FIELD, A. P. Descobrindo a estatística usando o SPSS. 2a edição. Porto Alegre, Brasil: Artmed, 2009.

GODEY, B.; PEDERZOLI, D.; AIELLO, G.; DONVITTO, R.; WIEDMANN, K.; HENNINGS, N. An intercultural comparison of the perception of luxury by Young Consumers. In: WIEDMANN, K.; HENNINGS, N. (Org.). Luxury Marketing: A Challenge for Theory and Practice. Springer Gabler, 2013. p. 57-76.

GREENBERG, P. CRM Customer Relationship Management na velocidade da luz: conquista e lealdade de clientes em tempo real na internet. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

HAJIKHANI, S.; TABIBI, S. J.; RIAHI, L. The Relationship Between the Customer Relationship Management and Patients’ Loyalty to Hospitals. Global Journal of Health Science, v. 8, n. 3, p. 65-71, 2016.

INTERBRAND. Louis Vuitton. 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 abr. 2017.

LEITE, A. F. J. A consumidora brasileira e o mercado de luxo nacional. São Paulo: Novas Edições Acadêmicas, 2014.

MIQUEL-ROMERO, M. J.; CAPLLIURE-GINER, E. M.; ADAME-SANCHEZ, C. Relationship marketing management: its importance in private label extension. Journal of Business Research, v. 67, n. 5, p. 667-72, 2014.

MOORE, C. M.; DOHERTY, A. M.; DOYLE, S. A. Flagship stores as a market entry method: the perspective of luxury fashion retailing. European Journal of Marketing, v. 44, n. 1/2, p. 139-161, 2010.

MUNIZ, K. M.; MARCHETTI, R. Z. Brand personality dimensions in the brazilian context. BAR – Brazilian Administration Review, v. 9, n. 2, p. 168-88, 2012.

NEPOMUCENO, M. V.; PORTO, R. B.; RODRIGUES, H. Avanços teóricos e metodológicos das pesquisas sobre julgamento e significado do produto no Brasil. rPOT – Revista Psicologia Organizações e Trabalho, v. 6, n. 1, p. 106-37, 2006.

_____; TORRES, C. V. Validação da escala de julgamento e significado do produto. Estudos de Psicologia, v. 10, n. 3, p. 421-30, 2005.

PAYNE, A. Handbook of CRM: achieving excellence in customer management. Oxford: Elsevier, 2012.

PIANARO, L.; MARCONDES, R. C. Identificação de conceitos, significado e atributos de luxo no mercado de roupas e acessórios. Revista Alcance, v. 17, n. 1, p. 073-083, 2010.

RAUSCHNABEL, P. A.; KREY, N.; BABIN, B. J.; IVENS, B. S. Brand management in higher education: the University Brand Personality Scale. Journal of Business Research, v. 69, n. 8, p. 3077-86, 2016.

REICHHELD, F. Learning from customer defections. Harvard Business School Press, v. 74, p. 56-69, mar./abr. 1996.

RICHINS, M. L. Valuing things: the public and private meanings of possessions. Journal of Consumer Research, v. 21, n. 3, p. 504-21, 1994.

ROSA, António Machuco. Trajetórias históricas da moda: do luxo antigo à democratização do luxo. Comunicação Mídia e Consumo, v. 11, n. 31, p. 137-158, 2014.

ROWE, W. G.; BARNES, J. G. Relationship marketing and sustained competitive advantage. Journal of Market-Focused Management, v. 2, n. 3, p. 281-97, 1998.

SAFARI, M.; FOROUZANDEH, M.; SAFAHANI, N. An empirical model to explain the effects of electronic Customer Relationship Management on customer e-satisfaction and e-loyalty: evidence from Iranian service shopping websites. The Journal of Internet Banking and Commerce, 2015.

SCUSSEL, F. B. C.; DEMO, G. Diga-me Quem És e Direi se me Relacionarei com Você: a Influência da Personalidade de Marca no Relacionamento com Clientes no Mercado de Moda Feminina de Luxo. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO DA USP, 2016, São Paulo. Anais... São Paulo: SEMEAD, 2016a.

SCUSSEL, F. B. C.; DEMO, G. Personalidade de marca: itinerários da produção nacional e agenda de pesquisa. REMark – Revista Brasileira de Marketing, v. 15, n. 3, p. 340-54, 2016b.

STREHLAU, S. Marketing do luxo. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

SU, J.; TONG, X. Brand personality, consumer satisfaction, and loyalty: a perspective from Denim Jeans brands. Family and Consumer Sciences Research Journal, v. 44, n. 4, p. 427-46, 2016.

TORRES, C. V.; ALLEN, M. W. Influência da cultura, dos valores humanos e do significado do produto na predição de consumo: síntese de dois estudos multiculturais na Austrália e no Brasil. RAM – Revista de Administração Mackenzie, v. 10, n. 3, p. 127-52, 2009.

VÁSQUEZ, R. P. Identidade de marca, gestão e comunicação. ORGANICOM –p Revista Brasileira de Comunicação Organizacional e Relações Públicas, a. 4, n. 7, p. 199-211, 2011.

WILSON, E. J.; VLOSKY, R. P. Partnering relationship activities: building theory from case study research. Journal of Business Research, v. 39, n. 1, p. 59-70, 1997.

Publicado
2018-10-30
Como Citar
DEMO, G.; SANTOS, F.; WATANABE, E. Relacionamento com Louis Vuitton: O Papel do Significado de Produto e da Personalidade de Marca. Revista em Gestão, Inovação e Sustentabilidade, v. 4, n. 1, 30 out. 2018.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##