O EMPREENDEDORISMO JÚNIOR COMO FERRAMENTA DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL E IMPACTO NA COLETIVIDADE: UMA ANÁLISE DA EXPERIÊNCIA DA ADVOCATTA

Elis Bandeira Alencar Brayner, Gabriel de Araújo Oliveira, Gabriela Ozanam Araujo da Silveira, Gabriela Romeiro Tito de Morais, Luana Graziela Alves Fernandes, Matheus de Souza Depieri

Resumo


Face a um mercado cada vez mais competitivo, as Empresas Juniores destacam-se dia após dia como uma das iniciativas universitárias mais completas, em que se busca a ampla formação profissional aliada à transformação social. Hoje, o Movimento Empresa Júnior brasileiro (MEJ), representado pela Confederação Brasileira de Empresas Juniores (Brasil Júnior), assume proporções significativas, contando com 25 federações e mais de 570 empresas juniores. Diante disso, a partir da experiência empreendedora, vivenciada por estudantes universitários por meio do MEJ, objetivou-se analisar e compreender como estão estruturadas essas Empresas, como funcionam e quais são os impactos que trazem para a sociedade e para os agentes envolvidos, tendo como enfoque a realidade da Advocatta – Empresa Júnior de Direito da Universidade de Brasília.


Palavras-chave


Empresa Júnior, Inovação, Empreendedorismo.

Texto completo:

PDF


Conselho Diretor da Revista dos Estudantes de Direito da UnB - reddireitounb@gmail.com

ISSN impresso: 1981-9684 / ISSN eletrônico: 2177-6458