A PROTEÇÃO DE DADOS DO TRABALHADOR: O DIREITO DO TRABALHO CONSTITUCIONALIZADO E SEU DIÁLOGO COM O DIREITO À PRIVACIDADE

  • Clara Lacerda Accioly Universidade de Brasília
Palavras-chave: Direito do Trabalho, Direito à privacidade, Direitos fundamentais, Relação empregatícia, Autonomia da vontade

Resumo

O presente artigo busca estudar a intersecção entre o Direito do Trabalho, visto em uma perspectiva constitucionalizada, e o direito à privacidade. A análise foi feita a partir de revisão bibliográfica, atentando para a incorporação de conceitos civilistas e sua adequação à situação particularizada da relação empregatícia. Procura-se delimitar os principais riscos concebidos do uso indevido de dados pessoais trabalhistas e como os direitos de personalidade, entendidos como expressão de direito fundamental, são inseridos na relação de trabalho e se estabelecem como limite ao poder diretivo do empregador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clara Lacerda Accioly, Universidade de Brasília

Estudante de Graduação em Direito na Universidade de Brasília. Participante do GECEM, Grupo de Estudos em Constituição, Empresa e Mercado; do GEPC, Grupo de Estudos em Processo Civil; e do JUSDIV, Escritório Jurídico para a Diversidade Étnica e Cultural.

Publicado
2019-01-30
Como Citar
Accioly, C. (2019). A PROTEÇÃO DE DADOS DO TRABALHADOR: O DIREITO DO TRABALHO CONSTITUCIONALIZADO E SEU DIÁLOGO COM O DIREITO À PRIVACIDADE. Revista Dos Estudantes De Direito Da UnB, (15), 255 - 264. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/redunb/article/view/22429