OS EFEITOS DOS EXCLUSIVE MARKETING RIGHTS SOBRE A CONCORRÊNCIA: UM ESTUDO SOBRE O MECANISMO PREVISTO NO ACORDO TRIPS E O CASO ELI LILLY

  • Angelo Gamba Prata de Carvalho Universidade de Brasília
Palavras-chave: Intelectual. Direito Concorrencial. Direitos Exclusivos de Comercialização.

Resumo

Existe uma relação complexa entre o Direito da Concorrência e a Propriedade Intelectual, tendo em vista que a proteção de uma patente, por exemplo, tem por efeito o afastamento da concorrência, aceita em nome da contrapartida do desenvolvimento tecnológico decorrente do patenteamento. Com a assinatura do Acordo TRIPS pelo Brasil, foram introduzidos em nosso ordenamento novos institutos de impacto ainda pouco conhecido no âmbito concorrencial. É o caso dos Exclusive Marketing Rights (EMR), instituto cuja vigência é controvertida e que, no entanto, vem sendo por muitas vezes considerado e, inclusive, concedido pelas cortes brasileiras. Dada a falta de um sistema próprio para a concessão de EMR, este artigo analisará a forma como ele tem sido desenvolvido no Brasil e na comunidade internacional e, por fim, analisará os possíveis impactos desse direito de propriedade intelectual sobre a concorrência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAPTISTA, Luiz Olavo; HUCK, Hermes Marcelo; CASELLA, Paulo Borba. Direito e

comércio internacional: tendências e perspectivas. Estudos em homenagem ao Prof. Irineu

Strenger.

BARBOSA, Denis Borges. Direitos exclusivos de comercialização: um instituto inexistente

no direito brasileiro. Revista da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual. V. 96,

set./out. 2008.

_______. Uma Introdução à Propriedade Intelectual. 2.ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris,

BASSO, Maristela. A data de aplicação do TRIPS no Brasil. Revista de Direito Constitucional e Internacional. v.30, p.13-22, jan./mar. 2000.

BRAGA, Fabio de Almeida. Comércio Internacional e os Direitos de Propriedade Intelectual:

O posicionamento brasileiro frente às demandas decorrentes da vinculação ao acordo de

Constituição da Organização Mundial do Comércio e seu Anexo 1C acerca da matéria.

Revista do Instituto dos Advogados de São Paulo. v. 16, p. 147-189, jul./dez. 2005.

CANÇADO TRINDADE, Antonio Augusto. Direito Internacional e Direito Interno: Sua

Interação na Proteção dos Direitos Humanos. Disponível em:

<http://www.pge.sp.gov.br/centrodeestudos/bibliotecavirtual/instrumentos/introd.htm>

Acesso em: 22 ago 2015.

DEERE, Carolyn. The implementation game: The TRIPS Agreement and the Global Politics

of Intellectual Property Reform in Developing Countries. Nova Iorque, Oxford University

Press, 2009.

FERRAZ JR, Tércio Sampaio. Propriedade Industrial e Defesa da Concorrência. In:

BAPTISTA, Luiz Olavo; HUCK, Hermes Marcelo; CASELLA, Paulo Borba. Direito e

comércio internacional: tendências e perspectivas. Estudos em homenagem ao Prof. Irineu

Strenger. p. 498.

ÍNDIA. Ministry of Law, Justice and Company Affairs. The patents (amendment) Act.

MALBON, Justin. Interpreting and Implementing the TRIPS Agreement: Is it fair?

Northampton, Massachusetts: Edward Elgar, 2008.

MATTHEWS, Duncan. Globalising Intellectual Property Rights: The TRIPS Agreement.

Nova Iorque: Routledge, 2002.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO COMÉRCIO (OMC). Acordo sobre Aspectos dos

Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio. 1º de Janeiro de 1995.

Disponível em: <https://www.wto.org/english/docs_e/legal_e/27-trips_01_e.htm>.

PAQUISTÃO. Ministry of Law, Justice, Human Rights & Parliamentary Affairs. Ordinance

no. XXVI. 1997.

PICCIOTTO, Sol. Defending the Public Interest in TRIPS and the WTO. In: DRAHOS,

Peter; MAYNE, Ruth. Global Intelectual Property Rights: Knowledge, Access and

Development. Nova Iorque: Palgrave Macmillan, 2002.

SALOMÃO FILHO, Calixto. Direito Concorrencial: as condutas. São Paulo: Malheiros,

Publicado
2018-09-28
Como Citar
Prata de CarvalhoA. G. (2018). OS EFEITOS DOS EXCLUSIVE MARKETING RIGHTS SOBRE A CONCORRÊNCIA: UM ESTUDO SOBRE O MECANISMO PREVISTO NO ACORDO TRIPS E O CASO ELI LILLY. Revista Dos Estudantes De Direito Da UnB, (14), 41 - 58. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/redunb/article/view/16562
Seção
Trabalhos Acadêmicos