A RACIONALIDADE DA CRENÇA NA EXISTÊNCIA DE DEUS EM SANTO AGOSTINHO

  • THIAGO PAULINO JORDÃO Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
Palavras-chave: Agostinho. Existência de Deus. Fé. Razão. Racionalidade da crença.

Resumo

De libero arbitrio apresenta um dos primeiros argumentos da existência de Deus desenvolvido por um pensador cristão. Utilizando a hierarquia dos seres, Santo Agostinho estabelece a Razão como instrumento para buscar uma realidade que seja suprema: aquela que, ao não encontrar nada mais excelente, a própria Razão não hesitaria chamar de “Deus”. O presente artigo demonstra como tal argumento alinha-se ao axioma agostiniano de que a busca racional já pressupõe uma adesão fiducial. Se por um lado oferece um substrato sobre o qual outros pensadores desenvolverão seus argumentos ontológicos da existência divina, por outro lado, Agostinho diferencia-se deles em sua intenção. Para ele, mais do que convencer os que duvidam, esse exercício encontra seu maior valor em fortalecer, pela Razão, as convicções daqueles que já encontraram, pela fé, o Deus que agora buscam conhecer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

THIAGO PAULINO JORDÃO, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Graduado em Teologia pelo Seminário Batista Logos. Mestrando em Filosofia pela UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo. Atua na área de Filosofia Patrística, com pesquisas sobre o pensamento de Santo Agostinho. É professor e expositor com experiência na interpretação de textos bíblicos.

Referências

AGOSTINHO, Santo. Confissões. Tradução de Frederico Ozanam Pessoa de Barros. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012. [Conf.]
_________________. Diálogo sobre o livre arbítrio. Tradução de Paula Oliveira e Silva. Lisboa: Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 2001. [Lib. arb.]
CORETH, Emerich. Deus no pensamento filosófico. Tradução de Francisco de Ambrosis Pinheiro Machado. São Paulo: Loyola, 2009.
ECLESIASTES. In: Bíblia Sagrada. São Paulo: Paulus Ed., 2002. [Ec]
GILSON, Étienne. A filosofia na Idade Média. Tradução de Eduardo Brandão. 3 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2013.
_______________. Introdução ao estudo de Santo Agostinho. Tradução de Cristiane Negreiros Abbud Ayoub. 2ed. São Paulo: Discurso Editorial: Paulus, 2010.
HORN, Christoph. Agostinho: conhecimento, linguagem e ética. Tradução de Roberto Hofmeister Pich. Porto Alegre: Edipucrs, 2008.
JOÃO. In: Bíblia Sagrada. São Paulo: Paulus Ed., 2002. [Jo]
MATTHEWS, Gareth B. Santo Agostinho: a vida e as ideias de um filósofo adiante de seu tempo. Tradução de Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2007.
NOVAES, Moacyr. A razão em exercício: estudos sobre a filosofia de Agostinho. 2 ed. São Paulo: Discurso Editorial: Paulus, 2009.
SALMOS. In: Bíblia Sagrada. São Paulo: Paulus Ed., 2002. [Sl]
Publicado
2019-02-12
Como Citar
JORDÃOT. P. (2019). A RACIONALIDADE DA CRENÇA NA EXISTÊNCIA DE DEUS EM SANTO AGOSTINHO. Revista Brasileira De Filosofia Da Religião, 5(1), 153-165. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/rbfr/article/view/22901