HABERMAS, RATZINGER E OS PROVEITOS DO DIÁLOGO ENTRE FILOSOFIA E RELIGIÃO

  • ÍRIO VIEIRA COUTINHO ABREU GOMES Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
Palavras-chave: Filosofia, Religião, Diálogo, Habermas, Ratzinger

Resumo

Esse texto trabalha na defesa da reaproximação dialógica entre fé e razão. O texto foi construído considerando o recíproco efeito entre duas tensões: naturalismo x religião e cidadãos seculares x cidadãos religiosos.  A primeira disputa é puramente teórica e aborda o estreitamento da racionalidade conduzido pelo naturalismo e a perda de motivação racional para se pensar a moral. A segunda versa sobre as relações sócio-políticas entre crentes e não crentes numa sociedade pós-secular. O ponto de encontro dessas rivalidades está num círculo vicioso onde as disputas se retroalimentam mutuamente e ambos os lados terminam com perdas irreparáveis. Com Habermas e Ratzinger buscamos superar essas tensões através da ideia de aprendizado mútuo entre as diferenças mostrando que a retomada, em nova perspectiva, da antiga e produtiva relação entre religião e filosofia, é a única chance de superação dos confrontos normatizada por uma circularidade virtuosa entre fé e razão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ÍRIO VIEIRA COUTINHO ABREU GOMES, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

Graduado em Física (UFPE), Teologia (Claretiano – Centro Universitário) e Filosofia (Universidade Católica de Brasília). Possui mestrado e doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente lidera o Grupo de Pesquisa em Filosofia da Religião da UEPB (Universidade Estadual da Paraíba) onde é professor efetivo do Departamento de Filosofia.

Publicado
2019-02-12
Como Citar
GOMES ÍRIO V. C. A. (2019). HABERMAS, RATZINGER E OS PROVEITOS DO DIÁLOGO ENTRE FILOSOFIA E RELIGIÃO. Revista Brasileira De Filosofia Da Religião, 5(1), 79-96. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/rbfr/article/view/22892