Em busca da inferência válida: métodos e testes de hipóteses nos estudos legislativos brasileiros

  • Julio Cesar Guimarães de Paula

Resumo

A Ciência Política contemporânea teve um ponto de inflexão na
construção do conhecimento sobre as realidades políticas e sociais com a publicação da obra Designing social inquiry: scientifc inference in qualitative research, de King, Keohane e Verba (1994). Os autores empreendem maior sistematicidade aos desenhos de pesquisa nas diversas áreas das Ciências Sociais. E apontam a construção de inferências válidas como o objetivo principal da pesquisa científca. As discussões em torno de Designing Social Inquiry e o foco na construção de inferências válidas orientou a criação de um amplo portfólio metodológico à disposição dos cientistas políticos. Esse leque multifacetado de possibilidades inferenciais levou Rezende (2016) a cunhar o termo Pluralismo Inferencial “em que coexistem múltiplas lógicas de causação para a produção de inferências válidas” (REZENDE, 2016). Com o objetivo investigar as técnicas e os testes de hipótese mobilizados pelos pesquisadores de nossas instituições legislativas, o presente trabalho utilizou o Modelo de Engrenagens Analíticas (MEA) (REZENDE, 2015) para consubstanciar o diagnóstico. Os achados
apontam que há espaço para incremento metodológico da área dos
estudos legislativos no Brasil, especialmente no que se refere: à integração entre as metodologias quantitativas e qualitativas, as estratégias de identifcação e discussões mais aprofundadas sobre o viés de seleção.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-08