A especialização em bioética da Universidade de Brasília: estudo de caso das quinze primeiras edições

  • Fabiano Maluf Universidade de Brasília
  • Camilo Manchola Castillo Universidade de Brasília
  • Volnei Garrafa Universidade de Brasília
Palavras-chave: Ensino da bioética. Educação em bioética. Formação profissional.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo realizar um resgate histórico das quinze edições do curso de especialização em bioética da Universidade de Brasília, descrevendo e analisando criticamente a estrutura bem como os conteúdos programáticos abordados, o perfil e número de alunos e os temas trabalhados nas monografias. O curso tem como característica principal trabalhar uma bioética crítica, politizada e socialmente engajada, em oposição a uma bioética horizontalizada, meramente descritiva e neutral. Ao adotar e incorporar os princípios da Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos por meio da prescrição contida no Core Curriculum da Unesco, o curso não se restringe a analisar somente as questões sanitárias e educacionais, a interpretar as questões epidemiológicas e ambientais, mas propor e desenvolver mecanismos de intervenção capazes de definir novas frentes de pesquisa no campo biotecnocientífico, na formação de pessoal e no papel do Estado na proteção de seus cidadãos, principalmente os mais vulneráveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Maluf, Universidade de Brasília

Cátedra Unesco / Programa de Pós-Graduação em Bioética da UnB,

Brasília, Brasil.

Camilo Manchola Castillo, Universidade de Brasília

Cátedra Unesco / Programa de Pós-Graduação em Bioética da UnB,

Brasília, Brasil.

Volnei Garrafa, Universidade de Brasília

Cátedra Unesco / Programa de Pós-Graduação em Bioética da UnB,

Brasília, Brasil.

Referências

Garrafa V. Radiografia bioética de um país-Brasil. Acta Bioethica. 2000; 4(1):171-73.

Gomes ASO, Rodrigues DLN, Sertão VS, Porto D. Ensino em bioética: breve análise da primeira década do Curso de Especialização da Cátedra Unesco de Bioétiva da UnB. Rev Bras Bioética 2009; 5(1-4):82-105.

Figueiredo AM, Garrafa V, Portillo JAC. Ensino da bioética na área das ciências da saúde no Brasil: estudo de revisão sistemática. INTERthesis 2008; 4(2):47-72.

Ferreira HM, Ramos LH. Diretrizes curriculares para o ensino da ética na graduação em enfermagem. Acta Paul Enferm 2006; 19(3): 328-31.

Brasil. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução nº 4/2001. Diário Oficial da União. Brasília, 9 de novembro de 2001. Seção 1, p.38.

Oliveira GB, Guaiumi TJ, Cipullo JP. Avaliação do ensino de bioética nas faculdades de medicina do Estado de São Paulo. Arq Ciênc Saúde 2008; 15(3): 125-31.

Dantas F, Sousa EG. Ensino da deontologia, ética médica e bioética nas escolas médicas brasileiras: uma revisão sistemática. Rev Bras Educ Med 2008; 32(4): 507-17.

Siqueira JE. Educação em bioética no curso de medicina. O Mundo da Saúde 2005; 29(3): 402-10.

Pires J, Garrafa V. Educação: nova fronteira da bioética. Ciência & Saúde Coletiva 2011; 16(supl. 1): 735-45.

Finkler M, Caetano JC, Ramos FRS. A dimensão ética da formação profissional em saúde: estudo de caso com cursos de graduação em odontologia. Ciência & Saúde Coletiva 201; 16(11):4481-92.

Matos MS, Tenório R. Percepção de alunos, professores e usuários acerca da dimensão ética na formação de graduandos de odontologia. Ciência & Saúde Coletiva 2010; 15(supl. 2): 3255-64.

Finkler M, Verdi MIM, Caetano JC, Ramos FRS. Formação profissional

ética: um compromisso a partir das diretrizes curriculares? Trab Educ Saúde 2011; 8(3): 449-62.

Garrafa V. Multi-intertransdisciplinaridade, complexidade e totalidade concreta em bioética. In: Garrafa V, Kottow M, Saada A (orgs.). Bases conceituais da Bioética – enfoque latino-americano. São Paulo: Editora Gaia; 2006, p.73-85.

Garrafa V, Porto D. Intervention bioethics: a proposal for peripheral countries in a context of power and injustice. Bioethics 2003; 17(5-6):399-416.

Garrafa V. El Programa de posgrado en Bioética de la Universidad de Brasilia. In: Vidal S (ed.). La Educación en Bioética en América Latina y el Caribe: experiencias realizadas y desafíos futuros. Uruguay: Unesco; 2012, p.343-51.

Vidal S. Una propuesta educativa de bioética para América Latina. Programa de educación permanente en Bioética. Redbioética Unesco. In: Ruiz-Valdepeñas BH, Moya FB (Eds.). Educar en Bioética al profesional de Ciencias de la Salud. Una perspectiva internacional. Madrid: Fundación Tejerina; 2010, p.121-57.

Barchifontaine CP. Perspectivas da bioética na América Latina e o pioneirismo no ensino de bioética no Centro Universitário São Camilo, SP. O Mundo da Saude 2005; 29(3):392-401.18.Prado MM, Garrafa V. A bioética na formação em Odontologia: importância para uma prática consciente e crítica. Comum Ciênc Saude 2006; 17(4): 263-74.

Correa FJL. Enseñar bioética: como transmitir conocimientos, actitudes y valores. Acta Bioethica 2008; 14(1):11-7.

Caramico HJ, Zaher VL, Rosito MMB. Ensino da bioética nas faculdades de medicina do Brasil. Bioethikos 2007; 1(1):76-90.

Azevedo EES. Ensino de bioética: um desafio transdisciplinar. Interface 1998; 2(2):127-37.

Bergel, SD. Responsabilidad social y salud. Rev Bras Bioética 2006; 2(4):443-67.

Garrafa V. La Bioética en Brasil: de aparición tardía pero bien encaminada. In: Vidal S (ed.). La Educación en Bioética en América Latina y el Caribe: experiencias realizadas y desafíos futuros. Uruguay: Unesco; 2012, p.179-94.

Oliveira AAS, Villapouca KC, Barroso W. Perspectivas epistemológicas da bioética brasileira a partir da teoria de Thomas Khun. Rev Bras Bioética 2005; 1(4): 363-85.

Tealdi JC. (Org.). Diccionario latinoamericano de Bioética. Bogotá: Unesco; Red Latinoamericana y del Caribe de Bioética, Universidad Nacional, 2008. p. 163.

Garrafa V. Inclusão social no contexto político da bioética. Rev Bras Bioética 2005; 1(2):122-32.

Garrafa V. O novo conceito de bioética. In: Garrafa V, Kottow MH, Saada A (Orgs). Bases conceituais da bioética – enfoque latinoamericano. São Paulo: Gaia, 2006, p.9-15.

Tealdi JC. Para una declaración universal de bioética y derechos humanos: una visión de América Latina. Rev Bras Bioética 2005; 1(1):7-17.

Como Citar
MalufF., Manchola CastilloC., & GarrafaV. (1). A especialização em bioética da Universidade de Brasília: estudo de caso das quinze primeiras edições. Revista Brasileira De Bioética, 11(1-4), 98-114. https://doi.org/10.26512/rbb.v11i1-4.7687
Seção
Artigos de Atualização