SOBRE O SUICÍDIO, DE MARX

a posição das mulheres e o suicídio na contemporaneidade

Palavras-chave: Karl Marx. Sobre o suicídio. Contemporaneidade. Posição das mulheres.

Resumo

A obra Sobre o suicídio refere-se à posição das mulheres na França do século XVII, apresentando os principais desencadeadores para o tópico: religião, moralidade e submissão. Assim como mencionado na obra, esses três aspectos ainda são influenciadores para o ato na atualidade. Pensar sobre o suicídio na contemporaneidade (utilizando Jacques Peuchet e Karl Marx como coautor) abre espaço para questionar por que, mesmo após 200 anos, a sociedade ainda está em semelhante posição, e em como o Estado (inclusive seus cidadãos) possui influência sobre os suicídios ao evitar discussões acerca do tema e deslegitimar os casos. Ademais, é imprescindível o reconhecimento da depressão como uma questão de saúde pública que necessita de acompanhamento periódico. Uma saída possível para esse obstáculo seria, portanto, o reconhecimento da depressão como uma patologia e, a partir disso, a tentativa de redução dos casos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Nunes de Freitas, Universidade de Brasília

Graduanda em Filosofia pela Universidade de Brasília. Possui afinidade nas áreas: Filosofia Política (especificamente Hannah Arendt com ênfase no conceito de liberdade política), Estética e Filosofia da Arte, Ética, Filosofia Antiga e Filosofia Moderna

Referências

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar na pós-modernidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

MARX, Karl. O Capital. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

_____. Manifesto do Partido Comunista. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

MARX, Karl. Sobre o suicídio. São Paulo: Boitempo, 2006.

Publicado
2019-02-28
Como Citar
Nunes de FreitasA. (2019). SOBRE O SUICÍDIO, DE MARX. PÓLEMOS – Revista De Estudantes De Filosofia Da Universidade De Brasília, 7(14), 189 - 194. https://doi.org/10.26512/pól.v7i14.23371
Seção
Resenhas