A INFLUÊNCIA DA TEORIA ÉTICA DE ADAM SMITH NO JOVEM ENGELS

Palavras-chave: Adam Smith. Marx. Engels. Economia. Teoria econômico-política.

Resumo

No presente artigo analiso a influência da teoria ética smithiana nos dois primeiros trabalhos do jovem Engels, isto é, Esboço de uma crítica da Economia Política e A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. Assim, na primeira parte, abordo as principais características da teoria ética smithiana apresentadas no seu livro Teoria dos sentimentos morais, principalmente, a ideia de corrupção dos sentimentos morais, as quais, segundo estimo, influenciaram o pensamento do jovem Engels. Na segunda parte, analiso os dois textos de Engels acima referidos e aponto para os pontos em contato com os postulados smithianos previamente elencados

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Franco Maximiliano Rodríguez Migliarini, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciado em Filosofia pela Universidad de la República Uruguay (2011) e Mestrado (2013) e Doutorado (2018) em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Em setembro de 2017 concluiu seu Doutorado Sanduíche na na Humboldt Universität zu Berlin com bolsa DAAD/CAPES, sob a orientação da Professora Rahel Jaeggi. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Política, atuando principalmente nos seguintes temas: Rawls, teorias da justiça, contratualismo, Marx, Economia Política, meritocracia.

Referências

ARISTÓTELES. A política. Madrid: Gredos, 1988.

ENGELS, Friedrich. Esboço de uma crítica da Economia Política. Temas de Ciências Humanas. São Paulo, n. 5, p. 1-29, 1979.

ENGELS, Friedrich. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 1984.

ENGELS, Friedrich. Do socialismo utópico ao socialismo científico. São Paulo: Edipro, 2011b.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora da Inglaterra. São Paulo: Boitempo, 2013.

ENGELS, Friedrich. Sobre a questão da moradia. São Paulo: Boitempo, 2015.

ENGELS, Friedrich. Lei do valor e taxa de lucro. In: MARX, Karl. O capital. Tomo III. São Paulo: Boitempo, 2017.

FEUERBACH, Ludwig. A essência do cristianismo. Petrópolis: Vozes, 2013.

FREDERICO, Celso. O jovem Marx. 1843-1844: as origens da ontologia do ser social. São Paulo: Expressão popular, 2009.

HEGEL, Friedrich. Rasgos fundamentales de la Filosofía del Derecho o compendio de Derecho natural y Ciencia de Estado. Madri: Biblioteca nueva, 2000.

HERZOG, Lisa. Inventing the market. Hegel, Smith, and Political Theory. Oxford: Oxford University Press. 2013.

HOBBES, Thomas. Leviatán. Buenos Aires: Fondo de cultura económico, 2005.

HUME, David. Escritos sobre economia. São Paulo: Nova cultural, 1988. (Os economistas)

HUME, David. Da origem do governo. In: HUME, David. Ensaios morais, políticos e literários. São Paulo: Nova cultura, 2004. Não paginado. (Os pensadores).

HUME, David. Tratado da natureza humana. São Paulo: Unesp, 2000.

HUME, David. Investigação sobre o entendimento humano. São Paulo: Hedra, 2011.

KANT, Inmanuel. Fundamentación de la metafísica de las costumbres. San Juan: Pedro. M. Rosario Barboza, 2007.

KANT, Inmanuel. Ideia de uma história universal com um propósito cosmopolita. In: A paz perpétua e outros opúsculos. p. 21-37. Lisboa: Edições 70, 2008.

LÖWY, Michael. A teoria da revolução no jovem Marx. São Paulo: Boitempo, 2012.

MANDEVILLE. Bernard de. La fábula de las abejas, o cómo los vicios privados hacen la prosperidad pública. Madrid: Fondo de Cultura Económica, 1982.

MARX, Karl. Salário, preço e lucro. São Paulo: Edipro, 2004.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Expressão popular, 2008.

MARX, Karl. A questão judaica. São Paulo: Boitempo, 2010.

MARX, Karl. Crítica da Filosofia do Direito de Hegel. São Paulo: Boitempo, 2011a.

MARX, Karl. Crítica da Filosofia do Direito de Hegel - Introdução. São Paulo: Boitempo, 2011b.

MARX, Karl. Grundrisse. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARX, Karl. O capital. Tomo I. São Paulo: Boitempo, 2013a.

MARX, Karl. Posfácio da segunda edição. In: O capital. Tomo I. São Paulo: Boitempo, 2013b.

MARX, Karl. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2014a.

MARX, Karl. O capital. Tomo II. São Paulo: Boitempo, 2014b.

MARX, Karl. O capital. Tomo III. São Paulo: Boitempo, 2017.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto comunista. São Paulo: Boitempo, 2010.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A sagrada família. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo, Boitempo, 2014.

NETO, José. Apresentação. Em: A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Boitempo, 2013.

OWEN, Robert. Essays on the Principle of the Formation of the Human Character, and the Application of the Principle to Practice. Londres: Cadell and Davis Strand, 1813.

PLATÃO. A república. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2011.

RICARDO, David. Princípios de Economia Política e Tributação. São Paulo: Nova Cultural, 1982.

SMITH, Adam. A riqueza das nações. Volume I. São Paulo: Nova Cultural, 1983.

SMITH, Adam. La teoría de los sentimientos morales. Madrid: Alianza, 2004.

Publicado
2019-02-28
Como Citar
Rodríguez MigliariniF. M. (2019). A INFLUÊNCIA DA TEORIA ÉTICA DE ADAM SMITH NO JOVEM ENGELS. PÓLEMOS – Revista De Estudantes De Filosofia Da Universidade De Brasília, 7(14), 55 - 86. https://doi.org/10.26512/pól.v7i14.23364
Seção
Artigos