A APLICAÇÃO DE CONCEITOS FÍSICOS PARA ALUNOS DO ÚLTIMO ANO DE UM CURSO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

  • Larissa dos Santos Born Universidade de Brasília
  • Marcello Ferreira Universidade de Brasília
  • Olavo Leopoldino da Silva Filho Universidade de Brasília http://orcid.org/0000-0001-8078-3065
Palavras-chave: Ensino técnico, Física, Vygotsky, Carl Rogers

Resumo

Discutimos neste artigo uma proposta de intervenção didática para o último ano de um curso de Ensino Técnico em edificações visando à aplicação de conceitoes físicos estudados pelos alunos nos anos anteriores do curso. Pautada nas teorias de Vygotsky (1989) e Carl Rogers (1969), a abordagem metodológica utilizada pressupõe o indivíduo como ser ativo no seu processo de aprendizagem e desenvolvimento, convergindo para os seus objetivos e sua satisfação. Busca-se que os estudantes ganhem autonomia, desenvolvam a criatividade frente a um problema e desenvolvam-se nos âmbitos pessoal e acadêmico, por meio da interação social e das práticas desenvolvidas no projeto. A partir das abordagens de Luckesi (2002) e de Carl Rogers (1986), a avaliação da aprendizagem desse projeto visa diagnosticar o processo e utiliza-se da autoavaliação buscando a apropriação de conceitos e o desenvolvimento crítico e autônomo do aluno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Olavo Leopoldino da Silva Filho, Universidade de Brasília

imagem2.jpg INSTITUTO DE FÍSICA, UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA.

  • Formação: Dr. em Física, Mestre em Física, Mestre em Filosofia, Bacharel em Física, Matemática, Ciências da Computação e Filosofia.
  • Interesses: História da Física, Filosofia da Física, Ensino de física, Fundamentos de Mecânica Quântica.
  • Atuação Profissional: Professor Associado do Instituto de Física da Universidade de Brasília - UnB
  • Membro efetivo do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF), Pólo 01
  • Coordenador de Licenciatura em Física - Instituto de Física, Universidade de Brasília - Universidade Aberta do Brasil (UAB)

Referências

AUSUBEL, D. Educational psychology: a cognitive view. [S.l.]: New York, Holt, Rinehart and Winston, 1968.

BIBIANO, B. Autoavaliação: como ajudar seus alunos nesse processo. 2010. Disponível em: <https://novaescola.org.br/conteudo/432/

autoavaliacao-como-ajudar-seus-alunos-nesse-processo>. Acesso em: 27 out. 2018. 51

COELHO L; PISONI, S. Vygotsky: sua teoria e a influência na educação. Revista e-Ped, Osório, FACOS/CNEC, v. 2, n. 1, 2012. 46

FERRARI, M. Carl Rogers: um psicólogo a serviço do estudante. Instituto de Física & Biblioteca Central, Universidade de Brasília, 2018. Disponível em: <http://periodicos.unb.br/index.php/physicae/index>. Acesso em: 26 out. 2018. 46, 47

LUCKESI, C. C. Professor gestor da sala de aula e professor avaliador. Disponível em:«http://luckesi.blogspot.com/>.> Acesso em: 20 out. 2018.

LUCKESI, C. C. Uso dos resultados da avaliação em educação: diagnóstico, probatório, seletivo. Disponível em: «http://luckesi.blogspot.com/>.> Acesso em: 20 out. 2018.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem na escola e a questão das representações sociais. Eccos Revista Científica, Universidade Nova de Julho, São Paulo, v. 4, n. 2, 2002.

MOREIRA M. A.; CABALLERO, M. R. M. L. Actas del Encuentro Internacional sobre el Aprendizaje Significativo. [S.l.: s.n.], 1997. 19–44 p. 46

PERRENOUD, P. Professor gestor da sala de aula e professor avaliador. Porto Alegre: Artmed, 1998. 55

ROGERS, C. R. Freedom to Learn. [S.l.]: Columbus, Ohio: Charles Merril, 1969.

ROGERS, C. R. Sobre o Poder Pessoal. [S.l.]: São Paulo: Martins Fontes, 1986.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. 2. ed. [S.l.]: São Paulo: Martins Fontes, 1989.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. 4. ed. [S.l.]: São Paulo: Martins Fontes, 1991. 46

ZIMRING, F. Carl Rogers. [S.l.]: Recife: Editora Massangana, 2010. 48

Publicado
2019-03-16