POLÍTICAS ONTOLÓGICAS E O PROBLEMA DA INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE CIÊNCIAS SOCIAIS E A SOCIOFÍSICA

  • Marina Oliveira Silva Universidade de Brasília
Palavras-chave: Sociofísica, Ciências sociais, Sociologia da ciência, Interdisciplinaridade

Resumo

O objetivo do artigo é traçar como está sendo feito - ou não - o diálogo entre ciências sociais e a sociofísica. Através das discussões de política ontológica, buscarei compreender como a área da sociofísica - uma disciplina do campo da física, que se esforça para abranger estudos físicos e fenômenos sociais - performa o entendimento de um dado fenômeno social, e neste caso a dinâmica de opinião. Traçarei um paralelo com os estudos sociais, a fim de constatar as diferentes performatividades. A metodologia utilizada foi a de observação participativa, entrevista e revisões bibliográficas sobre a área. Percebi que o diálogo entre os campos das ciências sociais e a física se dá de maneira precária

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BALL, P. The physical modelling of society: a historical perspective. Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, v. 314, n. 1-4, p. 1–14, 2002. 3

BOURDIEU, P. Usos sociais da ciência. São Paulo & Paris: Unesp, 2003. 6

D’ORSOGNA, M. R.; PERC, M. Statistical physics of crime: A review. Physics of life reviews, v. 12, p. 1–21, 2015. 3

DUARTE, T. R. Colaboração interdisciplinar e expertise interacional. In: 38 Encontro Anual da Anpocs. [S.l.: s.n.], 2014. 2

GALAM, S. Sociophysics. Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, v. 336, n. 1-2, p. 49–55, 2004. 3, 4

GALAM, S.; GEFEN, Y.; SHAPIR, Y. Sociophysics: A new approach of sociological collective behaviour. i. meanbehaviour description of a strike. Journal of Mathematical Sociology, v. 9, n. 1, p. 1–13, 1982. 3, 4, 7

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectivas, 1975. 6

LAGUNA, M. F. et al. The dynamics of opinion in hierarchical organizations. Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, v. 351, p. 580–592, 2005. 5

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Sociologia geral. São Paulo: Atlas, 1997. 2

MARTINS, T. V.; TORAL, R. Dividir para reinar. Sociologia, v. 23, p. 239–250, 2012. 4, 5, 6, 7, 8

MOL, A. Política ontológica: algumas ideias e várias perguntas. In: NUNES, J. E. R. R. (Ed.). Objectos impuros: experiências em estudos sociais da ciência. Porto: Afrontamento, 2007. 1, 3, 6

SAN MIGUEL, M. Una cosa es saber que algo pasa y otra muy diferente es saber por qué. El Mundo, 2011. Na data da publicação, o editor da Physicae Organum encontrou o texto em https://www.elmundo.es/elmundo/2011/02/08/baleares/1297155688.html, mas não mais na página a seguir, citada pela autora. Disponível em: <http://ifisc.uibcsic.es/outreach/showfile.php?fid=309>. Acesso em: 5 dez. 2018. 3

SAVOY, D. P. A dinâmica de opinião dos debates públicos em redes sociais complexas. 108 p. Tese (Doutorado) — Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. 6, 7

STAUFFER, D. Sociophysics simulations ii: opinion dynamics. AIP Conference Proceedings, AIP, p. 56–68, 2005. 5, 6

TALLBEAR, K. Genomic articulations of indigeneity. Social Studies of Science, v. 43, n. 4, p. 509–533, 2013. 8

Publicado
2019-03-16
Seção
Artigos Convidados