FORMAÇÃO DE PROFESSORES E O USO DE NOVAS TECNOLOGIAS NA SALA DE AULA: O TRABALHO DO GRUPO DE EDUCADORES GOOGLE DE BRASÍLIA

Samara Leite Brito Meira, Carla Arena, Clarissa Bezerra

Resumo


RESUMO

A tarefa de ensinar no século XXI é instigante e desafiadora. O amplo acesso à informação está ao alcance de muitos, e um grande número dos jovens que populam nossas salas de aula possuem esse alcance. Por isso, o educador do novo século reconhece que não basta ter acesso a informação, é preciso saber o que fazer com ela. Um professor, certamente percebe a importância do seu trabalho na formação de milhares de jovens, mas será que ele reconhece a sua importância para os seus pares? Professores têm adotado novas estratégias na sala de aula e percebem diariamente a diferença que fazem no processo de ensino/aprendizagem. Será que eles reconhecem a importância e o possível impacto da troca de experiências e do aprendizado coletivo para a constante inovação de sua prática pedagógica? Será que eles reconhecem o quanto essas conexões são inspiradoras? Foi com esse pensamento que o Grupo de educadores Google Brasília (GEG - Brasília) foi fundado, para fomentar uma inteligência docente coletiva e desenvolver novas capacidades em sala de aula por meio de exemplos práticos, ajudando colegas a realizarem transformações positivas na sala de aula. Neste artigo apresentamos o resultado de um ano de trabalho do GEG Brasília, esperando que incentive mais professores a co-construir e colaborar para proporcionar melhoras significativas às experiências de aprendizagem de seus alunos.

PALAVRAS-CHAVE:Educação; Novas tecnologias; Tecnologia Educacional; Métodos ativos;  Estratégias de Ensino; Capacitação docente; Colaboração;Inovação


ABSTRACT

Teaching in the twenty-first century is an exciting and challenging task. The ample access to information is within the reach of many, and a great number of the young people who populate our classrooms have that reach. Therefore, the educator of the new century recognizes that it is not enough to have access to information, we must know what to do with it. Teachers certainly realize the importance of their work in the education of thousands of young people, but does he recognize its importance to their peers? Teachers have been adopting new strategies in the classroom and realize the difference they make every day in the teaching/learning process. Do they recognize the importance and the potential impact of the exchange of experiences and collective learning on the constant innovation of their pedagogical practice? Do they recognize how inspiring these connections are? That is what drove the foundation of the Google Educators Group - Brasilia (GEG - Brasilia), to foster pedagogical collective intelligence and develop new skills in the classroom by means of practical examples, helping colleagues carry out positive transformations in the classroom. This article presents the results of a year's work of the GEG Brasilia, hoping that it encourages more teachers to co-construct and collaborate to achieve significant improvements to their students' learning experiences.

KEYWORDS:Education; New technologies; Educational Technology; Active methods; Teaching strategies; Teacher training; Collaboration; Innovation



Texto completo:

PDF

Referências


Araujo, I. S., & Mazur, E. Instrução pelos colegas e ensino sob medida: uma proposta para o engajamento dos alunos no processo de ensino-aprendizagem de Física. Caderno Brasileiro de Ensino de Física. (2013) Disponível no https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2013v30n2p362 Acesso em Dez/2015

Freeman, S., Eddy, S. L., Mcdonough, M., Smith, M. K., Okoroafor, N., Jordt, H., & Wenderoth, M. P. Active learning increases student performance in science, engineering, and mathematics. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, 111(23), 8410–5 (2014). http://doi.org/10.1073/pnas.1319030111 Acesso em Dez/2015

Hietbrink, E. Intro Generation Z. In TEDxYouth@Curaçao. (2012)

Google. O que são GEGs? (2015) Disponível em https://www.google.com/intl/pt-BR/landing/geg/about/ Acesso Jan/2016

Oliveira, V., Veit, E. A., & Araujo, I. S. Relato de experiência com os métodos Ensino sob Medida (Just-in-Time Teaching) e Instrução pelos Colegas (Peer Instruction) para o Ensino de Tópicos de Eletromagnetismo no nível médio. Caderno Brasileiro de Ensino de Física. (2015). Disponível em https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2015v32n1p180 Acesso em Jan/2016

Henriques, V. B., Prado, C. P. C., & Vieira, A. P. Editorial convidado: aprendizagem ativa. Revista Brasileira de Ensino de Física, 36(4), 01–02 (2014). http://doi.org/10.1590/S1806-11172014000400001 Acesso em Jan/2016

Eke, H. N. Creating a digital footprint as a means of optimizing the personal branding of librarians in the digital society. Webology. (2012). Disponível em http://www.webology.org/2012/v9n2/a100.html Acesso Jan/2016

Mazur, E. El modelo antiguo de profesor no funciona; el alumno explica mejor. (2012) Disponível http://nanotice.blogspot.com.br/2012/02/el-modelo-antiguo-de-profesor-no.html. Acesso Jan/2016


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Physicae Organum : Revista dos Estudantes de Física da Universidade de Brasília



ISSN 2446-564X

Licença Creative CommonsPhysicae Organum é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0.