Comunidade Negra Rural Quilombola Porto Dom João: a habitação no contexto do conflito por terra

Edite Luiz Diniz, Guiomar Inez Germani, Silvio Marcio Montenegro Machado, Paula Adelaide Mattos Santos Moreira

Resumo


Resumo

Este artigo pretende contribuir com o debate em torno das comunidades tradicionais, considerando-se, para tanto, o caso da Comunidade Negra Rural Quilombola (CNRQ) Porto Dom João, que vive no município de São Francisco do Conde/ BA, às margens do rio Dom João, do mangue e próxima ao mar. Para tanto, traz uma reflexão em torno das questões centrais que envolvem esta comunidade na atual conjuntura, destacando-se o conflito territorial e a luta para manutenção do modo de vida tradicional, relacionando-os com a forma de morar da comunidade e, considerando que seu aspecto visível tem inteira relação com o conteúdo socioespacial que a envolve. O caso de Porto Dom João revela a potencialidade de se compreender processos sociais de luta por território em comunidades tradicionais a partir da análise das suas habitações. Confirma-se, a partir disto, que a habitação compõe uma das formas de reprodução social e cultural destas comunidades e que, por isso, é elemento consequente, também, da identidade política assumida por esta, se constituindo como um componente importante na estratégia de batalha pela permanência no território. 

Palavras-Chave: habitação, comunidades rurais quilombolas, conflitos por terra, modos de vida.

 

Abstract

This paper aims to contribute to the debate on traditional communities, considering, therefore, the case of Community Rural Black Quilombola (CNRQ) Porto Dom João, who lives in São Francisco do Conde/ BA, alongside the Dom João river, in the mangrove and next to the sea. Thus think over the main issues involving this community today, highlighting the territorial conflict and the struggle to maintain the traditional lifestyle, linking them with the community housing style. The case of Porto Dom João reveals the capability of understanding social processes of struggling for territory in traditional communities from the analysis of their housing. It is confirmed from this study, that housing is one of the way of both social and cultural reproduction of these communities and constitutes an important component in the strategy to remain in the territory.

Key-Words: housing, traditional quilombolas communities, land conflicts, lifestyle


Texto completo:

PDF

Referências


ARRUTI, J. M. A Emergência dos Remanescentes: notas para diálogo entre indígenas e quilombolas. Revista Mana 3 (2): pp. 7-38, 1997.

GEOGRAFAR, Grupo de Pesquisa a Geografia dos Assentamentos na Área Rural (POSGEO/UFBA/CNPq). Base de Dados sobre Formas de Acesso á Terra. Disponível em: . Acessado em: 27 jul 2014.

PORTO-GONÇAVES, C. W.; QUENTAL, P. de A. Colonialidade do Poder e os Desafios da Integração Regional na América Latina. Disponível em: Acessado em: 20 maio 2013.

SANTOS, J. B. A territorialidade dos Quilombolas de Irará (BA): Olaria, Tapera e Crioulo. Dissertação de Mestrado - Instituto de Geociências, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2008.

WEIMER, G. Arquitetura Popular Brasileira. São Paulo: Martins Fontes, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n17.2016.08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Edite Luiz Diniz, Guiomar Inez Germani, Silvio Marcio Montenegro Machado, Paula Adelaide Mattos Santos Moreira

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 1679-0944

Creative Commons License

Paranoá is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

 

Verificação Anti-plágio: