Casa Suindara: formação, experimentação e construção no habitat rural

Anaïs Guéguen Perrin, Thiago Lopes Ferreira

Resumo


Resumo

A Casa Suindara é o resultado de uma experiência de extensão universitária e popular, realizada nas dimensões do curso Canteiro-Escola, onde a partir da produção de uma habitação familiar dentro de um assentamento rural de reforma agrária, práticas coletivas, dialógicas e sustentáveis de concepção e realização do projeto arquitetônico foram experimentadas e analisadas. Os processos de aprendizagem e construção de conhecimentos ocorreram complementar e simultaneamente às práticas construtivas e ao desenvolvimento de tecnologias sociais, mediante ao uso de materiais locais, naturais e de recuperação. Nesta perspectiva, a articulação entre o mundo acadêmico e a realidade social do assentamento rural proporcionou a aproximação e a interação entre os conhecimentos científicos, técnicos e populares. A família moradora, para além da participação no processo, revelou-se protagonista na ação e agente formadora dos participantes no canteiro de obras. Este trabalho apresenta brevemente o processo de realização do canteiro-escola, analisando sua experiência a partir das dimensões formadora e produtiva, onde os processosde aprendizagem se desenvolvem na forma de trabalho social, que por sua vez, se fundamenta enquanto princípio educativo.

Palavras-Chave: canteiro-escola; habitação popular; assentamentos rurais, tecnologias sociais.


Abstract

Suindara House results from an experiment in social and university extension, within the context of a design build program, in which, from the production of family housing in an agrarian reform rural settlement, practices of architectonic conception and execution that can be classified as collective, dialectic and sustainable, were experimented and analysed. The processes of learning and knowledge building occurred complementarily and simultaneously to the constructive practices and to social technologies development, performed based on the use of local, natural and reused materials. From this perspective, the articulation between the academic world and the social reality of the rural settlement provided the rapprochement and interaction between scientific, technical and popular knowledge. Beyond involvement in the process, the resident family revealed itself to be a protagonist in the action and a training agent of participants on the building site.This work briefly presents the execution process of the design build program, analysing the experience through productive and educational dimensions, where the training process is realised through social work, which in turn is established as an educational principle.

Key-words: design build program; popular housing; rural settlements; social technologies.


Texto completo:

PDF

Referências


ANDALOUSSI, Khalid El. Recherches-actions: sciences, développement, démocratie. Paris: Publisud, 2000.

BERGAMASCO, Sônia Maria; NORDER, Luiz Antonio Cabello. O que são assentamentos rurais. São Paulo (SP): Editora Brasiliense, 1996.

CARNEIRO, Maria José ; MALUF Renato Sérgio. Para além da produção: multifuncionalidade e agricultura familiar. Rio de Janeiro: MAUAD, 2003.

FERREIRA, Thiago Lopes, Arquiteturas vernáculas e processos contemporâneos de produção: Formação, experimentação e construção em um assentamento rural. Tese de doutorado em arquitetura. Grenoble: Universidade de Grenoble em cotutela com a Universidade de São Paulo, 2014.

FERRO, Sérgio. Arquitetura e trabalho livre. São Paulo (SP): Cosac Naify, 2006.

FINDELI, Alain; COSTE, Anne. De la recherche-création à la recherche-projet: un cadre théorique et méthodologique pour la recherche architecturale [en ligne]. 2007. [s.l.] : Lieux communs, n°10. Disponible sur : < http://hal.archives-ouvertes.fr/hal-00978330 > (consulté le 29 septembre 2014).

FRANCO, Maria Amélia S. Pedagogia da Pesquisa-Ação. In : Educação e Pesquisa. set./dez. Vol. 31, n° 3, p. p. 483‑502, 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo (SP): Paz e Terra, 1997.

FREIRE, Paulo; FAUNDEZ, Antônio. Por uma pedagogia da pergunta. Rio de Janeiro (RJ): Paz e Terra, 1985.

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO, Centro de Estatística e Informações ; et al. Déficit habitacional no Brasil: municípios selecionados e microrregiões geográficas. Belo Horizonte (MG): Fundação Joaão Pinheiro, Governo de Minas Gerais, 2013.

INO, Akemi; SHIMBO, Ioshiaqui (coord.). O encontro de famílias e assessores: organizando grupos para projetos de habitação rural. Caixa Econômica Federal, 2007.

LEITE, Sérgio Pereira. Impactos dos assentamentos: um estudo sobre o meio rural brasileiro. Brasília; São Paulo : INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA (NEAD); Ministério do Desenvolvimento Agrário (INCRA), Editora UNESP, 2004.

MARTINS, José de Souza. Os camponeses e a política no Brasil. Petrópolis (RJ): Vozes, 1986.

MOREIRA, Roberto José. Terra, poder e território. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

VALADARES, Alexandre Arbex. O gigante invisível: território e população rural para além das convenções oficiais. Brasília (DF): IPEA. Coll. Texto para discussão, 2014.

WANDERLEY, Maria de Nazareth B. A ruralidade no Brasil moderno. Por un pacto social pelo desenvolvimento rural. In : GIARRACCA, Norma, Una nueva ruralidad en América Latina? [en ligne]. Argentina : CLACSO, Buenos Aires, 2001. Disponible sur: < http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/rural/wanderley.pdf >




DOI: http://dx.doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n17.2016.09

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Anaïs Guéguen Perrin, Thiago Lopes Ferreira

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 1679-0944

Creative Commons License

Paranoá is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

 

Verificação Anti-plágio: