Luís Antônio de Oliveira Mendes e seu Discurso Acadêmico

um estudo sobre o tráfico de escravos parcialmente silenciado

  • Sérgio Luiz de Godoy Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Academias científicas;, Antiescravismo;, Tráfico de escravos

Resumo

p aling="justify">O objetivo desse artigo é analisar o Discurso acadêmico de Luís Antônio de Oliveira Mendes, trabalho apresentado à Academia Real de Ciências de Lisboa em 1793. Seu texto trata da situação do tráfico de escravos naquele momento e busca as causas para a questão da mortandade dos escravos recém-introduzidos no Brasil, além de propor métodos para evitar essa mesma mortandade. Busquei compreender como a questão do tráfico de escravos – questionado desde o início do século XVIII – pôde ser compreendida por um membro de uma sociedade que havia muito encarava tal questão com naturalidade e dela dependia para sua própria existência. Realizei a pesquisa, portanto, com a intenção de contribuir para a história das idéias e das instituições. A partir de análise documental e discussões historiográficas, tentei identificar: os métodos que legitimam seu estudo; até que ponto Oliveira Mendes sintonizava com as tendências ilustradas de seu século; se há ou não antiescravismo em sua abordagem e, caso haja, quais são suas motivações; se o estudo do autor foi objeto de censura como a existência de duas versões distintas para o mesmo, publicadas no mesmo ano, sugere.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Luiz de Godoy, Universidade Estadual de Maringá

Aluno do segundo período do curso de graduação em História (Licenciatura) da Universidade Estadual de
Maringá; o presente artigo é resultado de um projeto de iniciação científica (PIC-UEM) realizado entre os anos
de 2010 e 2011 sob orientação do Prof. “Orientador” (DHI-UEM).

Referências

ACADEMIA REAL DE CIÊNCIAS DE LISBOA. Historia e memórias da Real Academia das Sciencias de Lisboa. Tomo quinto. Parte um. Lisboa: Tipografia da Academia Real de Ciências de Lisboa, 1817.

CAPELA, José. Prefácio. In: MENDES, Luis Antonio de Oliveira. Memória a respeito dos escravos e tráfico da escravatura entre a costa d’África e o Brazil: apresentada à Real Academia de Ciências de Lisboa, 1793. Porto: Publicações Escorpião, 1977.

CAVALCANTE, Berenice. Os “letrados” da sociedade colonial: as academias e a cultura do Iluminismo no final do século XVIII. Acervo, Rio de Janeiro, v. 8, nº 1-2, p. 53-66, jan/dez 1995.

COSTA E SILVA, Alberto da. A “Memória histórica sobre os costumes particulares dos povos africanos, com relação privativa ao Reino da Guiné, e nele com respeito ao rei de Daomé”, de Luis Antonio de Oliveira Mendes. Afro-Ásia, v. 28, p. 253-294, 2002.

COUTINHO, J.J. da Cunha de Azeredo. Obras econômicas de J.J. da Cunha de Azeredo Coutinho, 1966.

GOULD, Philip. Barbaric traffic: commerce and antislavery in the eighteenth-century atlantic world. Londres: Harvard University Press, 2003.

HOLANDA, Sergio Buarque de. Apresentação. In: COUTINHO, J.J. da Cunha de Azeredo. Obras econômicas de J.J. da Cunha de Azeredo Coutinho, 1966.

LIMA, Péricles Pedrosa. Homens de ciência a serviço da coroa: os intelectuais do Brasil na Academia Real de Ciências de Lisboa: 1779/1822. 2009. 251 f. (Mestrado em História dos Descobrimentos e da Expansão) - Universidade de Lisboa, Lisboa, 2009. Disponível em: Acesso em: 20 jun. 2011.

MARQUESE, Rafael de Bivar. Feitores do corpo, missionários da mente: senhores, letrados e o controle dos escravos nas Américas (1660-1860). São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

_______________________________. Memória a respeito dos escravos e tráfico da escravatura entre a costa d’África e o Brazil: apresentada à Real Academia de Ciências de Lisboa, 1793. Porto: Publicações Escorpião, 1977.

MENDES, Luís Antônio de Oliveira. Discurso acadêmico ao programa (...) In: Memórias económicas da Academia Real das Sciências de Lisboa. Tomo IV. Lisboa: Tipografia da Academia, 1812. Disponível em: Acesso em: 12 fev. 2011.

________________________________. Discurso acadêmico ao programa... (versão alternativa) In: Memórias económicas da Academia Real das Sciências de Lisboa. Tomo IV. Lisboa: Tipografia da Academia, 1812. Disponível em: Acesso em: 3 mar . 2011.

ODA, Ana Maria Galdini Raimundo. O banzo e outros males: o páthos dos negros escravos na Memória de Oliveira Mendes. Rev. Latinoam. Psicopat. Fund., X, 2, 346-361, 2007.

SILVA, Inocêncio Francisco da. Diccionário bibliographico portuguez: estudos de Innocêncio Francisco da Silva aplicáveis a Portugal e ao Brasil. Tomo Quinto. Lisboa: Imprensa Nacional, 1860.

ZOREK, Bruno de Macedo. Oliveira Mendes: pensamento e trajetória de um intelectual luso-brasileiro no ambiente ilustrado português. 2004. 204 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em História) -
Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2004.
Publicado
2012-06-27
Edição
Seção
Artigos