A formação do complexo cooperativo de Serra Geral na Bahia como forma de desenvolvimento local e sustentável

  • Janilson Barros do Amaral Centro Universitário Internacional Uninter
  • Rafael Lopes Pereira Centro Universitário Internacional Uninter
Palavras-chave: Desenvolvimento local sustentável;, Complexos cooperativos;, Economia solidária;, Cooperativismo;, Autogestão

Resumo

Este trabalho expõe, como tema principal, a metodologia utilizada e os resultados obtidos com a formação do Complexo Cooperativo de Serra Geral na Bahia. O objetivo principal foi o de apresentar, em forma textualizada, a implantação do Programa de Ação Integrada para Economia Solidária e Desenvolvimento Local; através da ADS – Agência de Desenvolvimento Solidário, em parceria com o SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, nos municípios de: Caetité, Ibiassucê, Rio do Antonio, Licínio de Almeida, Caculé, Igaporã, Lagoa Real, Guanambi, Matina, Tanque Novo e Livramento de Nossa Senhora; localizados na Região da Serra Geral na Bahia, no período de Agosto de 2003 a Dezembro de 2004. Outro objetivo foi apresentar a implantação do Projeto Saber Transformar, através da ECOSOL – Cooperativa Central de Crédito e Economia Solidária e da PETROBRÀS, com a coordenação da ADS – Agência de Desenvolvimento Solidário, no período de Maio de 2005 a Março de 2006; fortalecendo, assim, as ações dentro do Complexo Cooperativo de Serra Geral. Nesse contexto, também, está inserido o Programa Semear, coordenado pela FASE – Federação dos Órgãos para Assistência Social e Educacional que já atuava na região do Complexo Cooperativo de Serra Geral, antes da sua formação. Para a realização deste estudo, inicialmente foi feita uma revisão bibliográfica para descrever sobre a parte teórica do tema, utilizando obras publicadas pelas instituições responsáveis pelos Programas e Projeto citados e por outros autores; e, posteriormente, consultas a resumos de trabalhos, relatórios de reuniões, apostilas de cursos promovidos dentro das ações executadas, cartilhas e folders das instituições responsáveis pela implantação do Complexo Cooperativo de Serra Geral. As pesquisas para este trabalho foram realizadas no município de Caetité, no segundo semestre de 2012 e primeiro semestre do ano de 2013. O presente trabalho proporcionou para o pesquisador um conhecimento abrangente sobre os temas abordados, sobretudo na questão do Desenvolvimento Sustentável, que é uma das vertentes do Curso de Especialização em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável da Facinter / Uninter.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janilson Barros do Amaral, Centro Universitário Internacional Uninter

Engenheiro Agrônomo (UFRPE), concluinte do Curso de Especialização em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Centro Universitário Internacional Uninter. 

Rafael Lopes Pereira, Centro Universitário Internacional Uninter

Gestor Ambiental (Faculdades Integradas Camões / PR), Especialista em Biotecnologia (Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR)), orientador de TCC do Centro Universitário Internacional Uninter.

Referências

AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO SOLIDÁRIO. Programa de ação integrada para economia solidária e desenvolvimento local: Complexos Cooperativos. São Paulo: 2002. 30p.

____________. Desenvolvimento local e Economia Solidária: Proposta de políticas públicas municipais. São Paulo: 2001. 34p.

____________. Autogestão: possibilidades e ambiguidades de um processo organizativo peculiar. São Paulo: 2002. 45p.

____________. Documento de apoio ao replanejamento institucional da ADS: Síntese das Discussões. São Paulo: 2003. 14p.

AMARAL, J. B. Projeto de auto sustentação e geração de renda das famílias da zona rural de Caetité. Caetité - BA: 2004, v. 1. 142p.

____________. Dados para subsidiar o Projeto SEBRAE 2005 – Complexo Cooperativo de Serra Geral - BA. Caetité - BA: 2005. 35p.

AMATO NETO, J. Complexos cooperativos e desenvolvimento local: um estudo de casos brasileiros. Revista Eletrônica Sistemas & Gestão, 2006, v. 1, n. 3, p. 210 a 228. São Paulo, SP. Set ./ Dez. 2006 Disponível em: < http://www.revistasg.uff.br/index.php/sg/article/view/SGV1N3A3/21 >. Acesso em: 10 Ago. 2012.

BERTÉ, R. Gestão socioambiental no Brasil. Curitiba: Ibpex, 2009. 212p.

FAVARETO, A. (Org.). Planejando empreendimentos solidários. 1. ed. São Paulo: MDA/ADS/CUT, 2003. 100p.

MATTEI, L.; REBESCHINI, P. R. Capacitação em gestão social para os conselheiros municipais de desenvolvimento rural. Brasília: Fundação Lindolpho Silva, 2000. 48p.

MINISTÉRIO DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. Referências para um programa territorial de desenvolvimento rural sustentável. Brasília: 2003. 23p.

NEVES, M. F.; CASTRO, L. T. (Org.). Agricultura Integrada: inserindo pequenos produtores de maneira sustentável em modernas cadeias produtivas. 1. Ed. São Paulo: Atlas, 2010. 149p.

QUEIROZ, R. B. Formação e gestão de políticas públicas. 3. ed. Curitiba: Ibpex, 2011. 280p.

RAZZOLINI FILHO, E.; BERTÉ, R. O Reverso da logística e as questões ambientais no Brasil. 1. ed. Curitiba: Ibpex, 2009.

RUAS, E. D. et al. Metodologia participativa de extensão rural para o desenvolvimento sustentável – MEXPAR. EMATER- MG. Belo Horizonte, 2006.134p.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS – SEBRAE. Elaboração de Planos de Negócios – EES. Brasília: 2003. 90p.

SINGER, P. Introdução à Economia Solidária – Fundamentos. Editora Fundação Perseu Abramo, 2002. 7p. Disponível em: < http://www.numiecosol.ufscar.br/documentos/textos-economia-solidaria/introducao-a-es_paul-singer>. Acesso em: 05 set. 2012.

SOUZA, M. L. C. Licenciamento ambiental passo a passo no stado da Bahia: normas e procedimentos. Salvador: Série Cadernos de Referência Ambiental, 2002, v. 10, 136p.

VECCHIATTI, K. A formação do complexo cooperativo de Serra Geral. São Paulo: 2003. 27p.

VELLOSO, T. Planejamento Estratégico: Complexo Cooperativo de Serra Geral. Salvador: ADS, 2003. 3p.
Publicado
2017-10-26
Como Citar
AmaralJ. B. do, & PereiraR. L. (2017). A formação do complexo cooperativo de Serra Geral na Bahia como forma de desenvolvimento local e sustentável. Mundo Do Trabalho Contemporâneo, 2(2), 339-358. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/mtc/article/view/7201
Seção
Reflexões sobre a prática