Análise do processo de elaboração e proposição da política pública de economia popular solidária: O caso de Mato Grosso

  • Laudemir Luiz Zart Universidade do Estado de Mato Grosso - UEMT
Palavras-chave: Epistemologia;, Política pública;, Socioeconomia solidária

Resumo

O artigo analisa os pressupostos de elaboração e proposição da política pública de socioeconomia solidária no Estado de Mato Grosso entre os anos de 2003 a 2014. Para alcançar este objetivo parto do debate sobre os fundamentos teóricos e epistemológicos que orientam as concepções de conhecimento embasando na dialética entre a descrição e a interpretação da realidade e da dinâmica de projeção e de transformação do contexto histórico, descrevendo um futuro possível. Para a compreensão crítica alicerço a teoria na Análise de Política que tem como referencial a descrição, a explicação e a prescrição de políticas públicas com base na participação de distintos atores sociais. Na perspectiva da política pública de socioeconomia solidária e na geração de ciência e tecnologia para o desenvolvimento dos grupos populares debato a Teoria da Adequação Sociotécnica. Apresento o quadro da concepção geral do processo de elaboração e proposição denominada de jornada estadual que tinha como objetivo a mobilização de atores para elaborar, encaminhar e aprovar a política pública para a socioeconomia solidária no Estado de Mato Grosso. A análise se limita no tempo que inicia em 2003 com a realização do EMESOL na Universidade do Estado de Mato Grosso, perpassando pela construção do PIESES e da articulação da REMSOL até a realização de audiências públicas, a proposição e aprovação da lei estadual de economia solidária no ano de 2014.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laudemir Luiz Zart, Universidade do Estado de Mato Grosso - UEMT

Graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Dom Bosco, Santa Rosa - RS (1987), mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e doutorado em Política Científica e Tecnológica pela Universidade Estadual de Campinas (2012). Professor Adjunto VIII da Universidade do Estado de Mato Grosso - Campus Universitário Jane Vanini de Cáceres e integro o Núcleo UNEMAT-UNITRABALHO e a INCUBEESS - Incubadora de Empreendimentos Econômicos Solidários e Sustentáveis. 

Referências

ARISTÓTELES. A Política. Trad. Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

ARRUDA, M. Humanizar o infra-humano: a formação do ser humano integral: homo evolutivo, práxis e economia solidária. Petrópolis/RJ: Vozes, 2003.

DAGNINO, R. et al. Gestão estratégica da inovação: metodologias para a análise e implementação. Taubaté/SP: Editora Cabral Universitária, 2002.

___________. Neutralidade da ciência e determinismo tecnológico: um debate sobre a tecnociência. Campinas/SP: Editora da Unicamp, 2008

DEMO, P. Participação é conquista. São Paulo: Cortez Editora, 1999.

FREIRE, P. Educação e mudança. Trad. Moacir Gadotti e Lillian Lopes Martin. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

GRAMSCI, A. Os intelectuais e a organização da cultura. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

HAM, C.; HILL, M. O processo de elaboração de políticas no estado capitalismo moderno. Trad. Renato Dagnino. Título do Original: The Policy in The Modern Capitalist State. Londres: Harvester Wheatsheaf, 1993.

HERRERA, A. et al. Las nuevas tecnologías y el futuro de América Latina: riesgo e oportunidad. México/DF: Siglo Veintiuno Editores – Editorial de la Universidad de las Naciones Unidas, 1994.

MARTINS, J. de S. A chegada do estranho. São Paulo: Hucitec, 1993.

RIBEIRO, Darcy. O Povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

ROTH-DEUBEL, A.-N. Políticas públicas: formulación, implementación y evalución. Bogotá: Ediciones Aurora, 2006.

SMITH, A. A riqueza das nações: investigação sobre sua natureza e suas causas. Trad. Luiz João Baraúna. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

SANTOS, B. de S. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2000.
Publicado
2018-02-22
Como Citar
Zart, L. (2018). Análise do processo de elaboração e proposição da política pública de economia popular solidária: O caso de Mato Grosso. Mundo Do Trabalho Contemporâneo, 2(2), 210-240. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/mtc/article/view/7044
Seção
Debate Acadêmico