Processos de aumento e de diminuição de valência verbal em Oro Wari’ (Wari/Pacaa Nova, Txapakura)

  • Marcelina Oro Waram Xiyein Universidade Federal de Rondônia
  • Selmo Azevedo Apontes Universidade Federal do Acre
  • Quesler Fagundes Camargos Universidade Federal de Rondônia
Palavras-chave: Oro Wari’. Txapakura. Estrutura Argumental. Valência Verbal

Resumo

Este trabalho tem por objetivo oferecer uma breve descrição e análise de operações de mudança de valência verbal verificadas na língua Oro Wari’ (Pacaa Nova, família Txapakura). Vamos mostrar dois processos que aumentam a valência verbal: a causativização e a aplicativização. Em termos descritivos, a partícula {araɁ} introduz o significado de causação e adiciona um novo argumento agente (o causador) à estrutura argumental. Essa língua possui ainda as seguintes partículas aplicativas: {win}, {miʔ}, {het}, {ka} e {pe}, as quais introduzem um argumento na estrutura verbal com as funções semânticas de comitativo, beneficiário, fonte, alvo e locativo. Investigaremos ainda três categorias de diminuição de valência: o reflexivo {ʃiye-}, o recíproco {kaɾakan} e o intransitivizador {maw}. Nas construções reflexivas e recíprocas, uma estrutura sintática é usada para indicar que alguém ou alguma coisa está realizando uma ação sobre ou para si. Contudo, como os argumentos de sujeito e objeto são referencialmente idênticos, apenas um participante é expresso. Finalmente, a partícula {maw}, a qual gera estruturas estativas resultativas, é a categoria de mudança de valência que remove o argumento agente da posição de sujeito, e o argumento paciente deve ocupar a posição de sujeito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelina Oro Waram Xiyein, Universidade Federal de Rondônia

Estudante da Licenciatura em Educação Básica Intercultural da Universidade Federal de Rondônia (DEINTER/UNIR).

Selmo Azevedo Apontes, Universidade Federal do Acre

Professor do Centro de Educação, Letras e Artes e do Mestrado Profissional em Letras (ProfLetras) da Universidade Federal do Acre (UFAC).

Quesler Fagundes Camargos, Universidade Federal de Rondônia

Professor do Departamento de Educação Intercultural da Universidade Federal de Rondônia (DEINTER/UNIR). Membro do Laboratório de Línguas e Culturas Indígenas (LALIC/UNIR) e do Grupo de Pesquisa em Educação na Amazônia (GPEA).

Referências

Apontes, Selmo Azevedo, e Quesler Fagundes Camargos. 2013. “Processo de Causativização em Oro Waram e suas consequências para a codificação dos argumentos nucleares.” Artigo apresentado no IV Congresso Internacional de Estudos Linguísticos e Literários na Amazônia, Belém, PA, 23-26 de abril de 2013.

Apontes, Selmo Azevedo. 2015. Descrição gramatical do Oro Waram (Wari’/Pacaa Nova, Txapakura): fonologia, morfologia e sintaxe. Tese de Doutorado. Belo Horizonte: UFMG.

Bobaljik, J. D., 1993. On Ergativity and Ergative Unergatives. MIT Working papers in Linguistics 19, pp. 45-88.

Burzio, L. Italian Syntax. 1986. A government-biding approach. Dordrecht: Reidel Publish Company.

Comrie, Bernard. 1989. Language Universals and Linguistic Typology: Syntax and Morphology. 2ed. Chicago: Chicago University Press.

Crystal, David. 1997. A dictionary of linguistics and phonetics. 4ed. Cambridge: Blackwell.

Crystal, David. 2000. Dicionário de Linguística e de Fonética. Rio de Janeiro: Zahar.

Everett, Daniel, e Bárbara Kern. 1997. Wari’: the Pacaas Novos Language of Westerns Brazil. London, New York: Routlededge.

Givón, Talmy. 2001. Syntax: an introduction. Amsterdam/Philadelphia: Benjamins.

Oro Waram Xiyein, Marcelina, Quesler Fagundes Camargos, e Selmo Azevedo Apontes. 2017. “As estruturas Aplicativas em Oro Waram Xiyein (família Txapakura)”. Artigo apresentado no IV Encuentro de Lenguas Indigenas Americanas (ELIA), Santa Rosa, Pampa, Argentina, 20-22 de setembro de 2017.

Payne, T. E. 1997. Describing Morphosyntax. Cambridge: Cambridge University Press.

Payne, T. E. 2006. Exploring Language Structure. Cambridge: Cambridge University Press.

Perlmutter, D. 1978. “Impersonal Passives and the Unaccusative Hypothesis.” In Proceedings of the 4th Annual Meeting of the Berkley Linguistics Society. Berkeley: UC Berkeley.

Pylkkänen, Liina. 2002. Introducing Arguments. Tese de Doutorado. Cambridge: MIT.

Pylkkänen, Liina. 2008. Introducing Arguments. Cambridge: MIT Press.

Sapir, Edward. 1921. Language: an introduction to the study of speech. New York: Hardcourt, Brace.

Whaley, Lindsay J. 1997. Introduction to Typology: The unity and diversity of Language. SAGE Publications.

Publicado
2018-12-19
Seção
Artigos